Genet e o mal

Sartre entre a ética e a estética

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2019.v42n3.11.p191

Palavras-chave:

Sartre, Genet, Ética, Estética, Personalização.

Resumo

Este artigo tem por objetivo apontar uma relação entre a estética e a ética em Sartre mostrando que a constituição ética do indivíduo não se distingue da sua constituição estética. Primeiramente partimos da crítica que Merle faz em seu artigo à psicanálise existencial e mostramos como o encontro com a História e a postulação de uma teoria da personalização nas obras biográficas destituem tais críticas. Num segundo momento, legitimamos as postulações anteriores apontando como na obra Saint Genet Sartre ratifica a constituição do gosto sobre a moral pelo processo de personalização. Por fim, veremos que toda ética tem um pressuposto transgressor na medida em que o sujeito ético é também sujeito estético.

Recebido: 13/11/2016
Aceito: 14/07/2018

Recebido: 21/02/2017
Aceito: 26/09/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Prates

Professor substituto na Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Guarapuava, PR – Brasil. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Downloads

Publicado

2019-09-27

Como Citar

Prates, M. (2019). Genet e o mal: Sartre entre a ética e a estética. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 42(3), 191–218. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2019.v42n3.11.p191

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.