APRENDIZAGEM E COMUNICAÇÃO EM BATESON

A EXIGÊNCIA DE UMA EPISTEMOLOGIA FORMAL E COMPLEXA

Autores

  • Maria Clara Faria Costa OLIVEIRA

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732016000100006

Palavras-chave:

Bateson. Epistemologia. Double bind. Aprender a aprender. Comunicação. Patamares de aprendizagem.

Resumo

Para Bateson, a mudança social radicaria numa mudança epistemológica profunda que incidisse sobretudo na educação e na comunicação (onde incluía a sua teorização psicológica). Essa revolução paradigmática, baseada na lógica formal de Whitehead e Russell, evitaria discursos ditos científicos destituídos de rigor. Aqui, analisamos hermeneuticamente o seu pensamento, salientando os limites que a lógica formal encontra nas experiências éticas, religiosas e estéticas. Sem essa revolução, encontramo-nos condenados à estagnação intelectual, pois formamos cidadãos sem capacidade de aprender a aprender, que possibilitaria a capacidade de produzir abduções, inferência lógica tão necessária na produção do raciocínio humano; o seu desenvolvimento garantiria a capacidade de pensar/construir complexamente o mundo, interligando os saberes; poucos são também aqueles que explicitam e argumentam a favor das suas crenças, base axiomática da capacidade abdutiva. A organização social (via sistema educativo, formal e não formal) se constrói com sujeitos que raramente possuem mentes bem estruturadas, favorecedoras de passagem de patamares de aprendizagem para outros superiores. Antes se estimula a confusão de tipos lógicos, tomando o todo pela parte, por exemplo. Bateson critica também o sistema de avaliação quantitativo, diminuindo a possibilidade de formação do pensamento abstrato e formal, como a filosofia e a matemática exigem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Clara Faria Costa OLIVEIRA

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2016-02-16

Como Citar

OLIVEIRA, M. C. F. C. (2016). APRENDIZAGEM E COMUNICAÇÃO EM BATESON: A EXIGÊNCIA DE UMA EPISTEMOLOGIA FORMAL E COMPLEXA. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 39(01). https://doi.org/10.1590/S0101-31732016000100006

Edição

Seção

Artigos e Comentários