A Altermodernidade de Nicolas Bourriaud

Autores

  • Ricardo Nascimento Fabbrini

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000300014

Resumo

É rara uma reflexão engenhosa sobre arte contemporânea como a dofilósofo, crítico, editor e curador francês Nicolas Bourriaud. Conhecido dopúblico brasileiro por sua participação nos “Seminários da 27ª Bienal de SãoPaulo”, em 2006, e pela publicação de Estética Relacional e de Pós-produção:como a arte reprograma o mundo contemporâneo, em 2009, Bourriaud tornousereferência no estudo das artes visuais a partir anos 1990. Sua ensaísticavigorosa, não destituída de rigor, que mobiliza autores como Gilles Deleuze,Félix Guattari, Michel Foucault e Jurgen Habermas, é reafirmada, agora, nosnovos títulos publicados no Brasil: Formas de vida: a arte moderna e a invençãode si, de 1999, e Radicante: por uma estética da globalização, de 2009.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Fabbrini, R. N. (2012). A Altermodernidade de Nicolas Bourriaud. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 35(03), 259–266. https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000300014

Edição

Seção

Resenha