A DEFINIÇÃO DA FENOMENOLOGIA: MERLEAU-PONTY LEITOR DE HUSSERL

Autores

  • Cristiano Perius

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000100009

Palavras-chave:

Merleau-Ponty. Fenomenologia. Husserl

Resumo

O trabalho de definir o que é a fenomenologia, desde a Fenomenologia da percepção, suscitou uma tomada de partido em relação ao pai da fenomenologia. A crítica ao idealismo de Husserl, o papel da ambiguidade, a impossibilidade de redução completa, entre outros grandes temas, personalizam a fenomenologia de Merleau-Ponty em relação ao mestre. O objetivo do ensaio é mostrar como, na descrição do “método” fenomenológico, Merleau-Ponty se afasta dos conceitos fundamentais de Husserl, sem deixar de retornar continuamente a ele.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-23

Como Citar

Perius, C. (2012). A DEFINIÇÃO DA FENOMENOLOGIA: MERLEAU-PONTY LEITOR DE HUSSERL. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 35(1), 137–146. https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000100009

Edição

Seção

Artigos e Comentários