Crítica de Reid à Concepção de identidade Pessoal de Locke

Autores

  • José Aparecido Pereira

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000100004

Palavras-chave:

Crítica. Identidade. Pessoa. Consciência. Memória

Resumo

Fazer uma abordagem na qual seja apresentada a análise crítica de Reid acerca da teoria da identidade pessoal de Locke constitui-se como o objetivo principal desse artigo. Tal análise aponta para duas consequências significativas: a) se a mesma consciência pode ser transferida de um ser inteligente para outro, então, dois ou vinte seres inteligentes podem ser a mesma pessoa; b) a de que um homem pode ser e, ao mesmo tempo, não ser a pessoa que praticou uma determinada ação. Tendo como ponto de partida essas consequências, Reid explicitará algumas considerações em torno do assunto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-23

Como Citar

Pereira, J. A. (2012). Crítica de Reid à Concepção de identidade Pessoal de Locke. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 35(1), 37–46. https://doi.org/10.1590/S0101-31732012000100004

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.