Lukács

ontologia e historicidade

Autores

  • Sergio Lessa

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731996000100006

Palavras-chave:

Ontologia, Marxismo, Lukács

Resumo

O artigo argumenta que um dos principais momentos de ruptura de Lukács com as ontologias anteriores reside na sua inovadora distinção entre essência e fenômeno, a partir da peculiar relação de cada um com a categoria da continuidade. Assim procedendo, Lukács pôde resgatar a radical historicidade do mundo dos homens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-12-01

Como Citar

Lessa, S. (1996). Lukács: ontologia e historicidade. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 19, 87–101. https://doi.org/10.1590/S0101-31731996000100006

Edição

Seção

Artigos e Comentários