A crítica de Schmitt e de Hegel ao liberalismo

Autores

  • Cesar Augusto Ramos

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731995000100009

Palavras-chave:

Liberalismo, Estado, Política

Resumo

O artigo pretende apresentar a filosofia política do liberalismo a partir das análises críticas de Schmitt e de Hegel. O primeiro fundamenta sua crítica de um ponto de vista do "existencialismo político"; o segundo, com base na racionalidade do Estado moderno. Ambos ressaltam o valor positivo do Estado e criticam a negação do político operada pelo liberalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1995-01-01

Como Citar

Ramos, C. A. (1995). A crítica de Schmitt e de Hegel ao liberalismo. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 18, 105–119. https://doi.org/10.1590/S0101-31731995000100009

Edição

Seção

Artigos e Comentários