Herdeiros do idealismo Alemão

Autores

  • Ricardo Musse

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731994000100003

Palavras-chave:

Dialética, Razão, Teoria crítica, Marxismo ocidental, Idealismo alemão

Resumo

Acompanha-se, aqui, a pertinência do lema de Engels, que concebe o marxismo como "herdeiro do idealismo alemão" nas teorias de Lukács, Horkheimer e Adorno. Enquanto Lukács assenta o método marxista na vertente da filosofia hegeliana e Horkheimer assume explicitamente o legado kantiano, Adorno não se propõe a ser herdeiro, mas sim crítico do idealismo alemão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1994-01-01

Como Citar

Musse, R. (1994). Herdeiros do idealismo Alemão. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 17, 31–37. https://doi.org/10.1590/S0101-31731994000100003

Edição

Seção

Artigos e Comentários