A critica behaviorista de W. O. Quine

Autores

  • Antonio Trajano Menezes Arruda Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731980000100007

Palavras-chave:

Behaviorismo, Significado, Analiticidade, Sentença observacional, Teoria e observação

Resumo

O artigo comenta a crítica comportamental quineana da semântica e da epistemologia. Quine pretende, com esta crítica, ter produzido contribuições significativas para a clarificação de umas tantas noções, entre elas a de observação, ou de sentença observacional, tema este que é apresentado detalhadamente. É examinado, também, o papel exato da chamada tese Duhem-Quine na rejeição, por Quine, da doutrina das proposições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1980-01-01

Como Citar

Arruda, A. T. M. (1980). A critica behaviorista de W. O. Quine. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 3, 115–125. https://doi.org/10.1590/S0101-31731980000100007

Edição

Seção

Artigos e Comentários