Comentário acerca da Equivocidade do Comum segundo Daniel Alvaro

sobre o papel da dialética na inteligibilidade da Práxis revolucionária

Autores

  • Fabio Caprio Leite de Castro Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n4.06.p111

Palavras-chave:

Práxis, Comum, Dialética

Resumo

O problema do comum possui uma longa tradição na história da filosofia. Nas últimas décadas, entretanto, emergiu um conjunto de novas concepções sobre o comum, colocando em questão a sua definição, a sua fundamentação e as novas formas que ele adquiriu, no cenário da globalização neoliberal. Essas concepções se distinguem daquilo que foi sustentado até o presente, porque elas afirmam a centralidade de uma teoria do comum. No artigo Lo Común: Reflexiones en torno a un concepto equívoco, publicado neste número da Revista Trans/form/ação, Daniel Alvaro propõe examinar o que ele considera serem as principais apostas teórico-práticas sobre o comum, na contemporaneidade. O pensador argentino inicia a sua exposição com uma análise da teoria de Dardot e Laval, fazendo em seguida uma leitura retrospectiva das concepções de Antonio Negri e Michael Hart, Jean-Luc Nancy e Roberto Esposito. As análises e comparações traçadas pelo autor permitem-lhe apresentar os pontos de aproximação e de divergência entre essas concepções, oferecendo
importantes nuances sobre o debate acerca do comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Caprio Leite de Castro, Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PUCRS).

Downloads

Publicado

2020-11-20

Edição

Seção

Artigos/Articles