Comentário a “Lo común: reflexiones en torno a un concepto equívoco”

sobre o papel da dialética na inteligibilidade da Práxis revolucionária

Autores

  • Fabio Caprio Leite de Castro Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

Palavras-chave:

Práxis, Comum, Dialética

Resumo

O problema do comum possui uma longa tradição na história da filosofia. Nas últimas décadas, entretanto, emergiu um conjunto de novas concepções sobre o comum, colocando em questão a sua definição, a sua fundamentação e as novas formas que ele adquiriu, no cenário da globalização neoliberal. Essas concepções se distinguem daquilo que foi sustentado até o presente, porque elas afirmam a centralidade de uma teoria do comum. No artigo Lo Común: Reflexiones en torno a un concepto equívoco, publicado neste número da Revista Trans/form/ação, Daniel Alvaro propõe examinar o que ele considera serem as principais apostas teórico-práticas sobre o comum, na contemporaneidade. O pensador argentino inicia a sua exposição com uma análise da teoria de Dardot e Laval, fazendo em seguida uma leitura retrospectiva das concepções de Antonio Negri e Michael Hart, Jean-Luc Nancy e Roberto Esposito. As análises e comparações traçadas pelo autor permitem-lhe apresentar os pontos de aproximação e de divergência entre essas concepções, oferecendo
importantes nuances sobre o debate acerca do comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Caprio Leite de Castro, Pontifica Universidade Católica - PUC/RS

Professor do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PUCRS).

Referências

ALVARO, Daniel. Lo común: reflexiones en torno a un concepto equívoco. Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, vol. 43, n. 4, p. 89 –110, 2020.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. Commun – Essai sur la révolution au XXIe siècle. Paris: La Découverte, 2014.

ESPOSITO, Roberto. Communitas – origen y destino de la comunidade. Trad. espanhola de Carlo Rodolfo Molinari Marotto. Buenos Aires: Amorrortu, 2003.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance. Trad. José Marcos Mariani Macedo. São Paulo: Editora 34, 2000.

MESZÁROS, István. Lukács concept of dialectic. Londres: Merlin Press, 1972

NANCY, Jean-Luc. La communauté desœuvré. 3ª ed. Paris: Christian Bourgois Éditeur, 1999.

NEGRI, Antonio; HARDT, Michael. Multitude - War and Democracry in the Age of Empire. Nova Iorque: Penguin, 2004.

SARTRE, Jean-Paul. Critique de la Raison dialectique. Paris: Gallimard, 1960.

TOMES, Arnaud. Souveraineté In: NOUDELMANN, François; PHILIPPE, Gilles. (Org). Dictionnaire Sartre. Paris: Honoré Champion, p. 473.

WOOD, Helen Meiksins. The Retreat from Class. A New “True” Socialism. 2ª ed. Nova Iorque: Verso, 1998.

Publicado

2020-11-20 — Atualizado em 2022-07-17

Como Citar

Castro, F. C. L. de . (2022). Comentário a “Lo común: reflexiones en torno a un concepto equívoco”: sobre o papel da dialética na inteligibilidade da Práxis revolucionária. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 43(4), 111–116. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/11258

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.