A gnoseologia segundo Ernest Sosa

Autores

  • João Carlos Salles Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44dossier2.07.p63

Palavras-chave:

Ernest Sosa, Epistemologia das virtudes télica, Performance, Sorte

Resumo

Ernest Sosa enfatiza a diferença entre a teoria do conhecimento (ou, simplesmente, gnoseologia) e a ética intelectual, no interior de uma epistemologia. Com efeito, tal distinção adquire importância estratégica em sua obra, servindo bem à caraterização das tarefas de sua singular epistemologia das virtudes, sobretudo em sua versão mais recente, aperfeiçoada e télica. Exploraremos assim o sentido próprio de uma gnoseologia conforme com uma posição confiabilista, procurando mostrar como essa exigência taxonômica também se associa à análise da normatividade télica das performances humanas, por meio da qual Sosa oferece uma resposta unificada às duas questões platônicas clássicas sobre a natureza e o valor do conhecimento e também aos desafios colocados pelo problema de Gettier. Para essa resposta, procuraremos enfim mostrar, é relevante o exame da relação entre as noções de ‘performance’ e ‘sorte’, aplicadas então à avaliação do fenômeno do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Carlos Salles, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA – Brasil. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Downloads

Publicado

2021-06-02