Nietzsche e a construção messiânica do wagnerianismo

Autores

  • Fabiano de Lemos Britto

Palavras-chave:

Nietzsche, Wagner, Cultura

Resumo

A história da relação equívoca entre Nietzsche e Wagner revela as dimensões de sua frágil tensão, se considerada segundo os elementos com base nos quais ambos conceberam o problema da cultura e sua renovação como missão política e teórica. O presente artigo pretende, a partir da leitura de documentos testemunhais, sublinhar a distância ideológica que o filólogo e o compositor, estrategicamente, tiveram de ignorar. Mostram-se, através desta análise, as diferenças normalmente pouco abordadas entre os projetos de reforma da cultura elaborados pelos dois autores – tanto no que se refere à atuação política, quanto no que diz respeito a uma visão de mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2010-12-10

Como Citar

Britto, F. de L. (2010). Nietzsche e a construção messiânica do wagnerianismo. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 33(2), 113–128. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/1034

Edição

Seção

Artigos e Comentários

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.