Usos de tecnologias da informação e comunicação no ensino superior em Enfermagem durante a pandemia da COVID-19

Autores

  • Maria Cristiane Barbosa Galvão Universidade de São Paulo https://orcid.org/0000-0003-3971-5743
  • Ivan Luiz Marques Ricarte Universidade Estadual de Campinas
  • Camilo Darsie Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Aldaísa Cassanho Forster Universidade de São Paulo
  • Janise Braga Barros Ferreira Universidade de São Paulo
  • Marcelo Carneiro Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Samára dos Santos Sampaio Universidade de São Paulo
  • Juan Stuardo Yazlle Rocha Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2021.v15.e02108

Palavras-chave:

Ensino superior, Tecnologias da informação e comunicação, Recursos informacionais, Enfermagem, Alunos de graduação, Alunos de pós-graduação, Professores, Covid-19

Resumo

A necessidade do distanciamento social imposta pela pandemia da COVID-19 demandou a transição do ensino presencial para o ensino remoto emergencial. Este estudo investigou a incorporação das tecnologias de informação e comunicação (TICs) no processo de ensino-aprendizagem por professores, graduandos e pós-graduandos em Enfermagem, de instituições de ensino públicas e privadas brasileiras, antes e durante a pandemia. O estudo empregou um survey com perguntas estruturadas e uma questão aberta. Os dados foram analisados por estatística descritiva e univariada, bem como por análise de conteúdo. Participaram do estudo 218 indivíduos: 93 (42,7%) docentes, 86 (39,4%) alunos de graduação e 39 (17,9%) alunos de pós-graduação. Observou-se uma tendência de aumento no número de horas diárias dedicadas ao uso das TICs em 2020, sendo as tecnologias e recursos mais utilizados: ambientes digitais de aprendizagem (66,5%), plataformas de áudio e vídeo (57,3%), aplicativos móveis (56,0%) e bases de dados especializadas (55,0%). A maioria (57,8%) dos participantes manifestou preferência pelo ensino presencial. Alguns participantes citaram dificuldades relacionadas à falta de capacitação para o uso das TICs, ao acesso à Internet e à disponibilização de equipamentos. Estas limitações demandam políticas públicas e ações específicas das instituições de ensino e da sociedade civil para resolução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristiane Barbosa Galvão, Universidade de São Paulo

Professora Doutora na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Ivan Luiz Marques Ricarte, Universidade Estadual de Campinas

Professor Titular da Faculdade de Tecnologia da Universidade Estadual de Campinas.

Camilo Darsie, Universidade de Santa Cruz do Sul

Professor Doutor no Departamento de Ciências, Humanidades e Educação da Universidade de Santa Cruz do Sul.

Aldaísa Cassanho Forster , Universidade de São Paulo

Professora Associada na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Janise Braga Barros Ferreira, Universidade de São Paulo

Professora Doutora da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Marcelo Carneiro, Universidade de Santa Cruz do Sul

Professor Doutor do Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Santa Cruz do Sul.

Samára dos Santos Sampaio, Universidade de São Paulo

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Juan Stuardo Yazlle Rocha, Universidade de São Paulo

Professor Titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Referências

Alessi, Gil. Brasil responde por um terço das mortes globais entre profissionais de enfermagem por Covid-19. Madri: El País, 8 jan. 2021, brasil.elpais.com/brasil/2021-01-08/brasil-responde-por-um-terco-das-mortes-globais-entre-profissionais-de-enfermagem-por-covid-19.html.

Bardin, Laurence. Análise de conteúdo: revista e atualizada. Lisboa: Edições 70, 2009.

Bates, Anthony William. Teaching in a digital age: Guidelines for designing teaching and learning. 2nd ed. Vancouver: Tony Bates Associates Ltd., 2019, pressbooks.bccampus.ca/teachinginadigitalagev2.

Beltz, Suzanne K., et al. Innovations in nursing education: recommendations in response to the COVID-19 pandemic. The National Education Progression in Nursing Collaborative (NEPIN), 2020, nepincollaborative.org/wp-content/uploads/2020/08/Nursing-Education-and-COVID-Pandemic-March-30-2020-FINAL.pdf.

Berrío Zapata, Cristian, et al. “Exclusión digital de las comunidades de personas con discapacidad en Brasil”. Revista Cubana de Información en Ciencias de la Salud, vol. 31, no. 4, 2020, p. e1567, www.rcics.sld.cu/index.php/acimed/article/view/1567.

Bezerra, Itala Maria Pinheiro. “State of the art of nursing education and the challenges to use remote technologies in the time of corona virus pandemic”. Journal of Human Growth and Development, vol. 30, no. 1, 2020, pp. 141-147, DOI10.7322/JHGD.V30.10087.

Brunhara, Jane Assunção, et al. “Acessibilidade da pessoa com deficiência no ensino superior: atitudes sociais de alunos e professores de uma instituição de ensino superior”. Revista CEFAC, vol. 21, no. 3, 2019, p. e13018, DOI10.1590/1982-0216/201921313018.

Cabral, Fábia Moreira Squarça, et al. “Dificuldades no relacionamento professor/aluno: um desafio a superar”. Paidéia (Ribeirão Preto), vol. 14, no. 29, 2004, pp. 327-335, DOI10.1590/S0103-863X2004000300008.

Carvalhaes, Flavio, and Ribeiro, Carlos Antônio Costa. “Estratificação horizontal da educação superior no Brasil: Desigualdades de classe, gênero e raça em um contexto de expansão educacional”. Tempo Social, vol. 31, no. 1, 2019, pp. 195-233, DOI10.11606/0103-2070.ts.2019.135035.

Conselho Federal de Enfermagem. Enfermagem em números. Brasília: Cofen, 2020, www.cofen.gov.br/enfermagem-em-numeros.

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Plataforma Lattes. Brasília: CNPq, 2021, lattes.cnpq.br.

Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. “Resolução CNE/CES 3/2001: Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem”. Brasília: Diário Oficial da União, 9 nov. 2001, Seção I, p. 37.

Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. “Resolução nº 3, de 20 de junho de 2014: Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e dá outras providências”. Brasília: Diário Oficial da União, 23 jun. 2014, Seção I, pp. 8-11.

Conselho Nacional de Saúde. “Resolução nº 573, de 31 de janeiro de 2018: Recomendações do Conselho Nacional de Saúde à proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) do curso de graduação Bacharelado em Enfermagem”. Brasília: Diário Oficial da União, 6 nov. 2018, Seção I, p. 38.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Discentes da pós-graduação stricto sensu no Brasil - 2019. Brasília: Capes, 2020, dadosabertos.capes.gov.br/organization/diretoria-de-avaliacao.

Gaibor, Diego Abraham Cueva. “La tecnología educativa en tiempos de crisis”. CONRADO - Revista Pedagógica de la Universidad de Cienfuegos, vol. 16, no. 74, 2020, pp. 341-348, scielo.sld.cu/pdf/rc/v16n74/1990-8644-rc-16-74-341.pdf.

Dawson, Olivia, et al. “Nursing education programs during the COVID-19 pandemic: adapting BBV and STI education to meet evolving needs”. Australian Nursing & Midwifery Journal, vol. 27, no. 2, 2021, p. 48, issuu.com/australiannursingfederation/docs/anmj_-_jan-mar_2021.

Dewart, Georgia, et al. “Nursing education in a pandemic: academic challenges in response to COVID-19”. Nurse Education Today, vol. 92, September 2020, p. 104471, DOI10.1016/j.nedt.2020.104471.

Esterhuizen, Joan. “Reflection: The influence of the COVID-19 pandemic on nursing and nursing education”. Professional Nursing Today, vol. 24, no. 4, 2020, pp. 4-5, www.pntonline.co.za/index.php/PNT/article/view/1084.

Ferreira, Lorena, et al. “Educação Permanente em Saúde na atenção primária: uma revisão integrativa da literatura”. Saúde em Debate, vol. 43, n. 120, 2019, pp. 223-239, DOI10.1590/0103-1104201912017.

Galvão, Maria Cristiane Barbosa, et al. “O uso de evidências por enfermeiros brasileiros: estudo quantitativo transversal”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 13, no. 3, 2019, pp. 5-13, DOI10.36311/1981-1640.2019.v13n3.02.p5.

Gomes, Vânia Thais Silva, et al. “A pandemia da Covid-19: repercussões do ensino remoto na formação médica”. Revista Brasileira de Educação Médica, vol. 44, no. 4, 2020, p. e114, DOI10.1590/1981-5271v44.4-20200258.

Harris, Paul A., et al. “The REDCap consortium: building an international community of software partners”. Journal of Biomedical Informatics, vol. 95, July 2019, p. 103208, DOI10.1016/j.jbi.2019.103208.

Heidari-Soureshjani, Reza, et al. “Nursing students’ education during COVID-19 pandemic”. Galen Medical Journal, vol. 9, 2020, p. e2033, gmj.ir/index.php/gmj/article/view/2033/pdf.

Hsieh, Hsiu-Fang, and Shannon, Sarah E. “Three approaches to qualitative content analysis”. Qualitative Health Research, vol. 15, no. 9, 2005, pp. 1277-1288, DOI10.1177/1049732305276687.

Huaillani Chavez, Silvia del Rosario. “Influencia de un programa de alfabetización informacional para el desarrollo de habilidades informativas en los profesionales de un instituto pediátrico”. Revista Cubana de Información en Ciencias de la Salud, vol. 31, no. 1, 2020, p. e1333, www.medigraphic.com/pdfs/acimed/aci-2020/aci201b.pdf.

Ilankoon, Ilankoon Mudiyanselage Prasanthi Sumudrika, et al. “COVID-19: Impact on undergraduate nursing education in Sri Lanka”. Journal of Public Health Research, vol. 9, no. S1, 2020, p. 1916, DOI10.4081/jphr.2020.1916.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Superior 2019. Brasília: Inep, 2020, www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/pesquisas-estatisticas-e-indicadores/censo-da-educacao-superior.

Lazenby, Mark, et al. “Clinical nursing and midwifery education in the pandemic age”. International Nursing Review, vol. 67, no. 3, 2020, pp. 323-325, DOI10.1111/inr.12601.

Lira, Ana Luísa Brandão de Carvalho, et al. “Educação em enfermagem: desafios e perspectivas em tempos da pandemia COVID-19”. Revista Brasileira de Enfermagem, vol. 73, no. 2, 2020, p. e20200683, DOI10.1590/0034-7167-2020-0683.

Luzardo Briceño, Marianela, et al. “Conocimiento y frecuencia del uso de las tecnologías de información y comunicación en la práctica educativa. Variables sociodemográficas de los docentes en la Universidad de Los Andes”. Revista Cubana de Educación Superior, vol. 39, no. 1, 2020, p. e3, scielo.sld.cu/pdf/rces/v39n1/0257-4314-rces-39-01-e3.pdf.

Maciel, Marcela de Araújo Cavalcanti, et al. “Os desafios do uso de metodologias ativas no ensino remoto durante a pandemia do Covid-19 em um curso superior de enfermagem: um relato de experiência”. Brazilian Journal of Development, vol. 6, no. 12, 2020, p. 98489-98504, DOI10.34117/bjdv6n12-367.

Martínez-Garcés, Josnel, and Garcés-Fuenmayor, Jacqueline. “Competencias digitales docentes y el reto de la educación virtual derivado de la COVID-19”. Educación y Humanismo, vol. 22, no. 39, 2020, pp. 1-16, DOI10.17081/eduhum.22.39.4114.

Matos, Filomena Adelaide de, and Costa, Emília. “Aprendizagem e relação interpessoal no ensino à distância em enfermagem: relato em tempo de pandemia”. Revista Docência do Ensino Superior, vol. 10, 2020, p. e024719, DOI10.35699/2237-5864.2020.24719.

Morales Ramírez, Alejandra, et al. “Acceso y actitud del uso de Internet entre jóvenes de educación universitaria”. Revista Digital de Investigación en Docencia Universitaria, vol. 14, no. 1, 2020, pp. 20-29, DOI10.19083/ridu.2020.1174.

Nascimento, Karla Angélica Silva do, et al. “The virtualization of health education in times of Covid-19”. Reflexão e Ação, vol. 29, no. 1, 2021, pp. 8-19, DOI10.17058/rea.v29i1.15748.

Nashwan, Abdulqadir J., et al. “How will the COVID-19 pandemic reshape nursing education globally?”. Open Journal of Nursing, vol. 10, no. 10, 2020, pp. 973-976, DOI10.4236/ojn.2020.1010068.

Nunes, Lorena Fernanda Silva de Oliveira, et al. “Contribuições das tecnologias digitais na educação permanente dos enfermeiros”. Revista Cubana de Enfermería, vol. 36, no. 2, 2020, p. e3275, www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/3275/573.

Olum, Ronald, et al. “Medical education and e-learning during COVID-19 pandemic: awareness, attitudes, preferences, and barriers among undergraduate medicine and nursing students at Makerere University, Uganda”. Journal of Medical Education and Curricular Development, vol. 7, 2020, p. 238212052097321, DOI10.1177/2382120520973212.

Paredes Chacín, Ana Judith, et al. “Educación superior e investigación en Latinoamérica: transición al uso de tecnologías digitales por Covid-19”. Revista de Ciencias Sociales, vol. XXVI, no. 3, 2020, pp.98-117, repositorio.cuc.edu.co/handle/11323/7067.

Prata, Juliana Amaral, et al. “Mediações pedagógicas de ensino não formal da enfermagem durante a pandemia de COVID-19”. Revista Brasileira de Enfermagem, vol. 73, supl. 2, 2020, pp. 1-5, DOI10.1590/0034-7167-2020-0499.

Ramos-Morcillo, Antonio Jesús, et al. “Experiences of nursing students during the abrupt change from face-to-face to e-learning education during the first month of confinement due to COVID-19 in Spain”. International Journal of Environmental Research and Public Health, vol. 17, no. 15, 2020, pp. 5519, DOI10.3390/ijerph17155519.

Rodríguez-Gázquez, María de los Ángeles. “¡Hola! ¿Me escuchan? Reflexión desde la docencia virtual en enfermería en tiempos de pandemia”. Journal Health NPEPS, vol. 5, no. 2, 2020, pp. 8-10, DOI10.30681/252610104876.

Sanes, Marina da Silva, et al. (2020). “Educação a distância, não! Produção de sentidos dos discursos de entidades representativas da enfermagem”. Revista Brasileira de Enfermagem, vol. 73, no. 5, 2020, p. e20190465, DOI10.1590/0034-7167-2019-0465.

Sanhueza Lesperguer, Elizabeth del Tránsito, et al. “Niveles de motivación en el estudiantado de enfermería y estrategias de enseñanza”. Educación Médica Superior, vol. 34, no. 2, 2020, p. e1775, www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumen.cgi?IDARTICULO=96937.

Santos, Dyane Britto Reis. “Curso de branco: uma abordagem sobre acesso e permanência entre estudantes de origem popular nos cursos de saúde da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)”. Revista Contemporânea de Educação, vol. 12, no. 23, 2017, pp. 31-50, DOI10.20500/rce.v12i23.3229.

Santos, Luis Miguel dos. “The relationship between the Covid-19 pandemic and nursing students’ sense of belonging: the experiences and nursing education management of pre-service nursing professionals”. International Journal of Environmental Research and Public Health, vol. 17, no. 16, 2020, pp. 1-18, DOI10.3390/ijerph17165848.

Schweickardt, Julio Cesar, et al. Educação permanente em gestão regionalizada da saúde: saberes e fazeres no território do Amazonas. Porto Alegre: Rede UNIDA, 2015, editora.redeunida.org.br/project/educacao-permanente-em-gestao-regionalizada-da-saude-saberes-e-fazeres-no-territorio-do-amazonas/.

Silva, Tatiane Carla, et al. “Dificultades de la educación remota en las escuelas rurales del norte de Minas Gerais durante la pandemia de Covid-19”. Research, Society and Development, vol. 9, no. 8, 2020, p. e651986053, DOI10.33448/rsd-v9i8.6053.

Singh, Babita, and Singh, Rakesh. “Nursing education during COVID-19 pandemic: way forward for teaching hospitals in Nepal”. Europasian Journal of Medical Sciences, vol. 2, no. 2, 2020, pp. 47-50, DOI10.46405/ejms.v2i2.126.

Singh, Ashley, and Haynes, Melanie. “The challenges of COVID-19 in nursing education: the time for faculty leadership training is now”. Nurse Education in Practice, vol. 47, August 2020, pp. 102-831, DOI10.1016/j.nepr.2020.102831.

Thojampa, Somsak, and Klankhajhon, Sirikanok. “Nursing education during Covid-19 pandemic”. Journal Ners, vol. 15, no. 1, 2020, p. i, e-journal.unair.ac.id/JNERS/article/view/20365/pdf.

Veras, Kleyane Morais, et al. “A didática na visão dos docentes na área da saúde”. Revista Educação e Linguagem, vol. 4, no. 2, 2017. p. 90-102, www.fvj.br/revista/revista-educacao-e-linguagem/edicoes/2017-2/.

Vialart Vidal, María Niurka, and Medina González, Inarvis. “Desafíos de los docentes de enfermería ante los entornos virtuales de enseñanza aprendizaje”. Revista Cubana de Enfermería, vol. 31, no. 1, 2020, p. e3106, www.medigraphic.com/pdfs/revcubenf/cnf-2020/cnf201o.pdf.

Vieira, Viviane Cazetta de Lima, et al. “Ensino de enfermagem no contexto da pandemia da Covid-19: refletindo sobre os desafios enfrentados”. Revista Paranaense de Enfermagem, vol. 3, no. 1, 2020, pp. 94-100, seer.fafiman.br/index.php/REPEN/article/view/609.

Yurumezoglu, Havva Arslan, and Isbir, Gozde Gokce. “Do nurse educators use evidence in nursing education? A qualitative study”. Journal of Professional Nursing, vol. 36, no. 3, 2020, pp. 158-165, DOI10.1016/j.profnurs.2019.09.005.

Downloads

Publicado

2021-05-12

Como Citar

Galvão, M. C. B., I. L. M. Ricarte, C. . Darsie, A. C. . Forster, J. B. B. . Ferreira, M. . Carneiro, S. dos S. . Sampaio, e J. S. Y. Rocha. “Usos De Tecnologias Da informação E comunicação No Ensino Superior Em Enfermagem Durante a Pandemia Da COVID-19”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 15, maio de 2021, p. e02108, doi:10.36311/1981-1640.2021.v15.e02108.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)