IDEOLOGIA, NOVOS ATORES E DISPUTA POLÍTICA NOS EUA

Autores

  • Caio Gontijo PUC-MG
  • Leonardo Ramos

DOI:

https://doi.org/10.36311/2526-1843.2020.v5n6.p16-38

Palavras-chave:

Estados Unidos. Donald Trump. Cesarismo. Crise Orgânica. Ideologia. Gramsci.

Resumo

Este artigo objetiva analisar a emergência de novos atores na disputa política atual nos Estados Unidos. Mantemos nossa análise no nível superestrutural da ideologia, com apenas algumas menções ao nível da base material produtiva e reprodutiva. Apresentamos o processo desde o Occupy Movement até a vitória de Trump, em 2016, como um movimento visando um fim, mas que acaba realizando seu contrário. Analisamos a eleição de Trump como uma vitória cesarista num momento de crise orgânica e pormenorizamos seus elementos ideológicos constituintes. Em seguida, apresentamos o período de 2016-2020 como um período de retorno às ‘formas mais democráticas’, distante do ‘democratismo’ formal vigente até então. Disto, se segue uma apresentação da conjuntura mais imediatamente atual, marcada pela pandemia do coronavírus e as eleições presidenciais de 2020. Por fim, propomos uma conclusão que sintetize nossa discussão pregressa com foco na questão da ideologia contemporaneamente nos Estados Unidos, resultando na apresentação de quatro breves teses.

Recebido em 24 de maio de 2020
Aceito em 18 de junho de 2020
Editado em julho de 2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-21

Edição

Seção

Dossiê temático