A importância e o legado de Alberto Magno na controvérsia sobre a unicidade do intelecto

Autores

Palavras-chave:

Alberto Magno, Intelecto, Averroísmo, De anima

Resumo

A finalidade deste trabalho é destacar importância e o legado do dominicano Alberto Magno na controvérsia com os defensores da unicidade do intelecto possível para todo o gênero humano. Para tanto, será feita uma apresentação sumária do seu tratado De unitate intellectus, redigido em 1263. Após uma contextualização histórica que apresenta a posição do bispo de Regensburg diante das teses averroístas, procurar-se-á mostrar como ele foi o inspirador, quanto a essa questão, de um dos seus alunos mais brilhantes: Tomás de Aquino. Além disso, deseja-se frisar como, para o Doctor Universalis, a contribuição de Averróis se revelasse indispensável: este soube indicar, com efeito, a maneira correta segundo a qual o intelecto devia ser considerado “imaterial”, embora sua conclusão da existência de um único intelecto possível para todo gênero humano fosse inaceitável.

Recebido: 30/12/2019
Aceito: 30/12/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matteo Raschietti, Universidade Federal do ABC

Professor da Universidade Federal do ABC (UFABC), São Bernardo do Campo, SP – Brasil.

Publicado

2020-01-30 — Atualizado em 2022-07-24

Como Citar

Raschietti, M. (2022). A importância e o legado de Alberto Magno na controvérsia sobre a unicidade do intelecto. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 42(Special Issue), 75–92. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/9601

Edição

Seção

Artigos e Comentários