Tradução: A filosofia francesa

Autores

  • Henri Bergson

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732006000200018

Resumo

O papel da França na evolução da filosofia moderna é bastante claro: a França foi a grande iniciadora. Em outros lugares sugiram igualmente, sem dúvida, filósofos de gênio; mas em nenhuma parte, houve, como na França, continuidade ininterrupta de criação filosófica original. Em outros lugares pôde-se ir mais longe no desenvolvimento de uma ou outra idéia, construir mais sistematicamente com um ou outro material, dar mais extensão a um ou outro método; mas com muita freqüencia, os materiais, as idéias, o método tinham vindo da França. Não se trata aqui de enumerar todas as doutrinas, nem de citar todos os nomes. Faremos uma escolha; depois, trataremos de distinguir os traços característicos do pensamento filosófico francês. Veremos porque ele permaneceu criador, e a que se deve sua potência de irradiação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Como Citar

Bergson, H. (2006). Tradução: A filosofia francesa. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 29(2), 257–271. https://doi.org/10.1590/S0101-31732006000200018

Edição

Seção

Artigos e Comentários