O conceito de mal radical

Autores

  • Adriano Correia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732005000200005

Palavras-chave:

mal radical, liberdade, respeito, amor-próprio

Resumo

A noção de mal radical aparece em Kant no contexto da discussão da religião nos limites da simples razão e busca dar conta da complexa relação entre o respeito pela lei moral e o amor-próprio na definição do móbil para a ação. Na busca por identificar o fundamento da propensão para o mal no homem, Kant se vê diante da dificuldade de ter de articular natureza e liberdade, e ainda que a noção de mal radical possa conservar algumas ambigüidades, permite conceber uma noção de responsabilidade compatível com uma inata propensão para o mal. Neste texto busco explicitar alguns passos fundamentais na construção do conceito por Kant.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-12-01

Como Citar

Correia, A. (2005). O conceito de mal radical. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 28(2), 83–94. https://doi.org/10.1590/S0101-31732005000200005

Edição

Seção

Artigos e Comentários