Filosofia schopenhaueriana e literatura machadiana: em torno do conto "Noite de almirante"

Autores

  • Jair Lopes Barboza

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732000000100001

Resumo

Trata-se neste artigo de mostrar como se dá a recepção de alguns elementos da filosofia schopenhaueriana, como a oposição entre intelecto e vontade, na literatura de Machado de Assis. Com efeito, examinado o conto “Noite de almirante”, pode-se dizer que a personagem Genoveva faz as vezes da vontade, ao passo que Deolindo é guiado pelo intelecto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2000-01-01

Como Citar

Barboza, J. L. (2000). Filosofia schopenhaueriana e literatura machadiana: em torno do conto "Noite de almirante". TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 23(1), 7–17. https://doi.org/10.1590/S0101-31732000000100001

Edição

Seção

Artigos e Comentários