Processo de trabalho como processo de valorização:

Determinação categorial particular em O Capital

Autores

  • Antonio Jose Lopes Alves Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44n1.05.p69%20%20%20

Palavras-chave:

O Capital, Processo de Trabalho, Processo de Valorização, Valor, Alienação

Resumo

Neste trabalho se pretende explicitar e discutir os principais elementos categoriais que integram a análise marxiana da atividade produtiva em O Capital, intentando analisar o caráter da contradição imanente ao processo de trabalho levado a efeito como processo de valorização. Para tanto, tomar-se-á para exame a integralidade do Capítulo 5 – O processo de trabalho e o processo de valorização, buscando delinear o modo como as conexões internas da criação do valor valorizado como forma social historicamente determinada de produção da vida humana. A tensão interna da produção dos valores de uso como portadores do valor/mais-valor, existente como mercadoria deverá ser esclarecida em sua tessitura própria, tendo em vista inclusive as implicações disto para as demais dimensões da interatividade social. A presente reflexão categorial objetiva também esclarecer as linhas fundamentais do modo de produzir e ser da vida social dos indivíduos que participam do processo subsumidos nas suas diferentes funções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Jose Lopes Alves, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Colégio Técnico da UFMG, mestre e doutro em Filosofia, pela UFMG e pela Unicamp, respectivamente, e membro do Grupo de Pesquisa Marxologia: Filosofia e Estudos Confluentes.

Downloads

Publicado

2021-04-22

Edição

Seção

Artigos/Articles