O PROBLEMA DA AUTOCONSTITUIÇÃO DO EU TRANSCENDENTAL NA FENOMENOLOGIA DE HUSSERL

DE IDEIAS I A MEDITAÇÕES CARTESIANAS

Autores

  • Carlos Diógenes Côrtes TOURINHO

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0101-31732016000300006

Palavras-chave:

Edmund Husserl, Eu transcendental, Autoconstituição, Gênese temporal, Habitus

Resumo

O presente artigo aborda um tema específico da fenomenologia de Husserl: o problema da autoconstituição do eu transcendental. O artigo se encontra dividido em duas partes. Inicialmente, investiga o eu como polo idêntico que acompanha todos os vividos. Em seguida, introduz o problema da autoconstituição: ao constituir seus objetos, o eu transcendental se autoconstitui. Por fim, retoma o referido problema, para investigar a gênese temporal da vida subjetiva e a autoconstituição do ego por meio dos seus próprios habitus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Diógenes Côrtes TOURINHO

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2016-09-08

Como Citar

TOURINHO, C. D. C. (2016). O PROBLEMA DA AUTOCONSTITUIÇÃO DO EU TRANSCENDENTAL NA FENOMENOLOGIA DE HUSSERL: DE IDEIAS I A MEDITAÇÕES CARTESIANAS. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 39(3). https://doi.org/10.1590/s0101-31732016000300006

Edição

Seção

Artigos e Comentários