A Forma do Paradoxo: Friedrich Schlegel e a Ironia Romântica

Autores

  • Constantino Luz de MEDEIROS

Palavras-chave:

Friedrich Schlegel, Ironia Romântica, Ironia Socrática. Estética, Primeiro Romantismo Alemão

Resumo

Definida como beleza lógica e forma do paradoxo, a ironia romântica de Friedrich Schlegel (1772-1829) assimila a antiga ironia socrática e a reinterpreta, inserindo-a como elemento central de sua teorização crítico-literária. O presente artigo analisa a ironia romântica, buscando situar sua alteração e abrangência no final do século XVIII, quando o conceito passa a significar metacrítica, reflexão filosófica, ruptura ficcional, distância estética e forma de exposição da arte literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos/Articles