O Lugar da Experiência na Fenomenologia de E. Husserl: de Prolegômenos a Ideias I

Autores

  • Carlos Diógenes C. TOURINHO

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732013000300004

Palavras-chave:

Fenomenologia, Edmund Husserl, Experiência, Dados Sensíveis, Vivência Intencional

Resumo

O artigo aborda o lugar da experiência nas origens da fenomenologia, em Prolegômenos à Lógica Pura (1900). Mostra-nos que Husserl assume uma posição específica quanto ao papel da experiência no debate sobre a relação entre a lógica e a psicologia. O artigo trata ainda dos reflexos da posição husserliana em Ideias I (1913), a propósito da temática da constituição dos objetos intencionais. Husserl indica o papel decisivo assumido pelos dados sensíveis, na medida em que servem de “suporte” para a intencionalidade. Destaca-se a concepção segundo a qual a doação de sentido que se dá através dos atos intencionais da consciência não deriva dos dados sensíveis, porém, não começa sem eles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Diógenes C. TOURINHO

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Downloads

Publicado

2013-12-09

Como Citar

TOURINHO, C. D. C. (2013). O Lugar da Experiência na Fenomenologia de E. Husserl: de Prolegômenos a Ideias I. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 36(3), 35–52. https://doi.org/10.1590/S0101-31732013000300004

Edição

Seção

Artigos e Comentários