O pensamento de Marx sobre a subjetividade

Autores

  • Eduardo F. Chagas

Palavras-chave:

Marx, Subjetividade, Determinismo,

Resumo

O pensamento de Karl Marx sobre a subjetividade humana é pouco conhecido e divulgado na língua portuguesa, e, no Brasil, particularmente, carece ainda de um estudo amplo, explícito e sistemático. Meu artigo pretende esboçar uma reflexão mais completa de sua filosofia sobre a subjetividade humana, insistindo não somente na crítica, mas também, e especialmente, na compreensão da referida questão, a partir de uma leitura imanente e estrutural de suas obras, no original. Vale ainda ressaltar que minha investigação se apoia na conexão entre subjetividade e objetividade, entre sujeito e objeto, inquirindo se há um determinismo da objetividade sobre a subjetividade, ou seja, se essas duas determinações são contraditórias no interior do pensamento marxiano, comprometendo, pois, as suas reflexões acerca da crítica à filosofia especulativa de Hegel e ao empirismo da economia clássica, ou se, na verdade, tal conexão é o segredo recôndito de sua filosofia sobre a subjetividade humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-07-26

Como Citar

Chagas, E. F. (2013). O pensamento de Marx sobre a subjetividade. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 36(2), 63–84. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/3099

Edição

Seção

Artigos e Comentários