Sobre o Caráter “Abstrato” da Democracia Deliberativa

Autores

  • Luiz Paulo Rouanet

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31732013000400011

Palavras-chave:

Democracia, Ética discursiva, Teoria da ação comunicativa, Teoria democrática

Resumo

O presente texto propõe-se discutir o suposto caráter abstrato da chamada democracia deliberativa, tomando como base a ética discursiva e a teoria da ação comunicativa. Se, por um lado, a democracia deliberativa não pretende ser mais que um modelo teórico para orientar as discussões em torno da democracia, por outro, alguns de seus enunciados podem e são efetivamente incorporados à prática política das sociedades democráticas contemporâneas. A questão aqui é saber o quanto de concreto e propositivo se pode encontrar especialmente nas proposições de Habermas a respeito da democracia deliberativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-29

Como Citar

Rouanet, L. P. (2013). Sobre o Caráter “Abstrato” da Democracia Deliberativa. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 36(1), 177–194. https://doi.org/10.1590/S0101-31732013000400011

Edição

Seção

Artigos e Comentários