Razão e Democracia — Uso Público da Razão e Política Deliberativa em Habermas

Autores

  • Denilson Luis Werle

Palavras-chave:

Esfera pública, Política deliberativa, Uso público da razão, Habermas

Resumo

O objetivo do artigo é examinar como Habermas, orientado pela intuição normativado uso público da razão, reconstrói uma concepção procedimental de democracia deliberativa, que, sem desconsiderar da dimensão estratégica e instrumental da esfera pública e da política, reformula a dimensão epistêmica da democracia: a aceitabilidade racional dos acordos políticos. Inicialmente, apresento brevemente a análise sociológica e histórica do conceito de esfera pública crítica, realizada em Mudança Estrutural da Esfera Pública (1962), para, em seguida, expor duas linhas de argumentação sobre o conceito de esfera pública e de política deliberativa, em Direito e Democracia (1992): a que se refere ao princípio de legitimação baseado na razão pública como uma reconstrução intersubjetiva e política do conceito kantiano de autonomia; e a que concerne aos aspectos essenciais da teoria crítica da sociedade fundada na distinção entre mundo da vida e sistema e a "tradução" sociológica e institucionaldo uso público da razão, nos conceitos de sociedade civil e esfera pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-04-2013

Como Citar

Werle, D. L. (2013). Razão e Democracia — Uso Público da Razão e Política Deliberativa em Habermas. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 36(1), 149–176. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/2938

Edição

Seção

Artigos e Comentários