Pensamento e ação em Hannah Arendt

Autores

  • Maria de Fátima Simões Francisco

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731996000100011

Palavras-chave:

Pensamento, Ação, Tradição filosófica

Resumo

Este artigo trata do relacionamento entre pensamento e ação na obra final de Hannah Arendt, A vida do espírito, que se encontra, segundo ela, na origem do conflito entre filosofia e política e teve influência sobre toda a tradição filosófica. Arendt pretende mostrar que essas duas atividades não são por si próprias incompatíveis entre si, como a tradição se esforçou por fazer crer, mas apenas assim se tornaram pelo uso "profissional" que o filósofo faz do pensamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-12-01

Como Citar

Francisco, M. de F. S. (1996). Pensamento e ação em Hannah Arendt. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 19, 163–175. https://doi.org/10.1590/S0101-31731996000100011

Edição

Seção

Artigos e Comentários