Razão e irracionalidade na representação do conhecimento

Autores

  • Walter A. Carnielli
  • Mamede Lima Marques

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731991000100010

Palavras-chave:

Inconsistência e trivialidade, Lógicas Paraconsistentes, Sistema Meta, Semântica das Lógicas Paraconsistentes, Semântica das Traduções Possíveis

Resumo

Como é possível que a partir da negação do racional (isto é, do colapso na representação do conhecimento, dado pela presença de informações contraditórias) se possa obter conhecimento adicional? Esse problema, além de seu interesse intrínseco, adquire uma relevância adicional quando o encontramos na representação do conhecimento em bases de dados e raciocínio automático, por exemplo. Nesse caso, diversas tentativas de tratamento têm sido propostas, como as lógicas não-monotônicas, as lógicas que tentam formalizar a ideia do raciocínio por falha (default). Tais tentativas de solução, porém, são falhas e incompletas; proponho que uma solução possível seria formular uma lógica do irracional, que oferecesse um modelo para o raciocínio permitindo não só suportar contradições, como conseguir obter conhecimento, a partir de tais situações. A intuição subjacente à formulação de tal lógica são as lógicas paraconsistentes de da Costa, mas com uma teoria da dedução diferente e uma semântica completamente distinta (à qual me refiro como "semântica de traduções possíveis"). Tal proposta, como pretendo argumentar, fornece um enfoque para a questão que é ao mesmo tempo completamente satisfatório, aplicável do ponto de vista prático e aceitável do ponto de vista filosófico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1991-12-01

Como Citar

Carnielli, W. A., & Marques, M. L. (1991). Razão e irracionalidade na representação do conhecimento. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 14, 165–177. https://doi.org/10.1590/S0101-31731991000100010

Edição

Seção

Artigos e Comentários