A vocação política das ciências sociais

Autores

  • Octávio Ianni Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731975000100004

Palavras-chave:

Ciências Sociais, Implicação Política, Pesquisa

Resumo

A maioria dos cientistas sociais reconhece que a pesquisa científica, no campo das ciências sociais, possui implicações políticas. Eles reconhecem que, direta e indiretamente, a pesquisa feita pelo economista, sociólogo, politicólogo, antropólogo, psicólogo e historiador tem conotação política. Também os trabalhos do psicólogo e historiador não escapam a essa conotação. É claro que as implicações políticas são mais evidentes quando se trata da pesquisa sobre um problema do presente, ou situação na qual os homens do presente estão empenhados. Mas também quando a pesquisa tem como objeto uma situação passada ela pode ter implicações políticas. Quando se diz que cada "geração" refaz a história do seu país, diz-se inclusive que cada regime político, ou governo, reinterpreta o passado à luz da sua imagem do presente. Às vezes procura-se glorificar o passado, ou uma parte dele. Outras vezes procura-se mostrar que o presente é totalmente novo, apresentando uma ruptura revolucionária com o passado. E assim por diante

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1975-01-01

Como Citar

Ianni, O. (1975). A vocação política das ciências sociais. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 2, 114–124. https://doi.org/10.1590/S0101-31731975000100004

Edição

Seção

Artigos e Comentários