FLEISCHMANN, Eugène - Fin de la sociologie dialectique? Essai d'appréciation de l'École de Francfort, in Archives Européennes de Sociologie, Tome XIV, 1973, Número 2, pp. 159-184.

Autores

  • Nelson Boeira

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-31731974000100015

Palavras-chave:

Escola de Frankfurt, Fleischmann

Resumo

O trabalho contém uma bibliografia atualizada e bem selecionada, relativa a análise críticas da Escola de Frankfurt. O autor, bem conhecido por seus trabalhos sobre Hegel e Weber, propõe-se a examinar as razões do impasse teórico com que se defronta atualmente a Teoria Crítica da Escola de Frankfurt. (A denominação "escola", já se disse insistentemente, não é muito rigorosa, pois os autores reunidos sobre essa sigla não estão claramente integrados em um mesmo corpo doutrinário sistematizado). Para Fleischmann, esse impasse é na verdade um fracasso, espelhado na incapacidade de compreender os acontecimentos políticos recentes e orientar sua solução. Assim, a Teoria Crítica, que pretende ser uma teoria dotada de eficácia política, experimenta sua debilidade no terreno mesmo que a deveria legitimar. O impasse dessa teoria politicamente orientada possui um valor exemplar para o autor: tais dificuldades revelam os embaraços com que se confronta a racionalidade das ciências sociais em nossos dias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1974-01-01

Como Citar

Boeira, N. (1974). FLEISCHMANN, Eugène - Fin de la sociologie dialectique? Essai d’appréciation de l’École de Francfort, in Archives Européennes de Sociologie, Tome XIV, 1973, Número 2, pp. 159-184. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 1, 257–265. https://doi.org/10.1590/S0101-31731974000100015

Edição

Seção

Resenha