Deleuze e a Escrita

entre a filosofia e a literatura

Autores

  • Christian Fernando Ribeiro Guimarães Vinci Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG

Palavras-chave:

Gilles Deleuze, Escrita, Clínica

Resumo

Esse ensaio buscará sondar as relações entre filosofia e literatura, no pensamento de Gilles Deleuze, a despeito de sua parceria conjunta com Félix Guattari, atentando tanto para as concepções de escrita expressas ao longo de sua obra quanto para o modo como essas concepções teriam influenciado o estilo de seus escritos filosóficos. Partindo da premissa deleuziana de que a escrita possui um acentuado lastro clínico, sendo a responsável pela elaboração de um diagnóstico das forças capazes de aprisionar ou calar a vida, procurar-se-á esmiuçar as ressonâncias desse lastro clínico, na concepção de filosofia como ato criativo, elaborada pelo autor. Como hipótese a ser aqui trabalhada, defende-se que a escrita deleuziana – compreendida como portadora de uma literalidade, conforme sustenta François Zourabchivili, ou como encrustada de uma poética imanentista, tal qual sugere Anita Costa Malufe – procuraria produzir uma zona de vizinhança ou indiscernibilidade entre a escrita filosófica, de caráter mais exegético, e a escrita literária, mais afectiva, de modo a produzir um deslocamento na relação do leitor com o ato de pensar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christian Fernando Ribeiro Guimarães Vinci, Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG

Professor adjunto da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), instituição pela qual se bacharelou em História e Filosofia.

Referências

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a Filosofia. Trad. de Ruth Joffily Dias e Edmundo Fernandes Dias. Rio de Janeiro: Rio, 1976a.

DELEUZE, Gilles. Lógica do Sentido. Trad. de Luiz Roberto Salinas Fortes. São Paulo: Perspectiva, 1976b.

DELEUZE, Gilles. Diferença e Repetição. Trad. de Luiz Orlandi e Roberto Machado. São Paulo: Graal, 1988.

DELEUZE, Gilles. A Ilha Deserta e outros textos. Trad. de Luiz B. Orlandi. São Paulo: Editora Iluminuras, 2006a.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Trad. de Peter Pal Pelbart. São Paulo: Editora 34, 2006b.

DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica. Trad. de Peter Pal Pelbart. São Paulo: Editora 34, 2007.

DELEUZE, Gilles. En Medio de Spinoza. Tradução de Equipo Editorial Cactus. Buenos Aires: Cactus, 2008.

DELEUZE, Gilles. O frio e o cruel. Trad. de Jorge Bastos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

DELEUZE, Gilles. Proust e os signos. Trad. de Antonio Piquet e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

DELEUZE, Gilles. Bergsonismo. Trad. de Luiz B. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2012.

DELEUZE, Gilles. Lettres et autres textes. Paris: Les Éditions de Minuit, 2015.

DELEUZE, Gilles. Dois Regimes de Loucos. Trad. de Guilherme Ivo. São Paulo: Editora 34, 2016.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a Filosofia? Trad. de Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Editora 34, 1992.

DELEUZE, Gilles; PARNET, Claire. Diálogos. Trad. de José Cunha. Lisboa: Relógio D'Água, 2004.

GELAS, Bruno; MICOLET, Hervé (ed.). Deleuze et les écrivains: littérature et philosophie. Nantes: Cécile Defaut, 2007.

LAPOUJADE, David. Deleuze: os movimentos aberrantes. Trad. de Laymert Garcia dos Santos. São Paulo: N-1, 2015.

MACHADO, Roberto. Deleuze, a arte e a filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

MALUFE, Annita Costa. Aquém ou além das metáforas: a escrita poética na filosofia de Deleuze. Revista de Letras, n. 52, v. 2, p. 185-204, 2012.

MALUFE, Annita Costa. Uma poética da imanência: a escrita em Deleuze. Acta Scientiarum: language and culture, n. 37, v. 3, p. 233-241, 2015.

MARTIN, Jean-Clet. Le Siècle Deleuzien. Paris: Kimé, 2016.

MENGUE, Philippe. Faire L'Idiot: la politique de Deleuze. Paris: Germina, 2013.

MICOLET, Hervé. Introduction. In: GELAS, B.; MICOLET, H. (ed.). Deleuze et les Écrivains: littérature et philosophie. Nantes: Cécile Defaut, 2007. p. 7-24.

SILBERTIN-BLANC, Guillaume. Da sintomatologia à análise dos agenciamentos: a instância problemática de uma filosofia clínica em Deleuze. Dois Pontos, n. 8, v. 2, 2011. p. 199-233.

VASCONCELOS, Jorge. A filosofia e seus intercessores: Deleuze e a não-filosofia. Educação e Sociedade, n. 24, v. 93, p. 1217-1227, 2005.

VINCI, Christian Fernando Ribeiro Guimarães. Literalidade e metáfora na filosofia de Gilles Deleuze: uma via bergsoniana. Philósophos - Revista de Filosofia, n. 23, v. 1, 43-74, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.5216/phi.v23i1.43220. Acesso em: 14 out. 2021.

ZOURABICHVILI, François. Littéralité et autres essais sur l'art. Paris: PUF, 2011.

Recebido: 14/4/2021 - Aceito: 07/10/2021

Publicado

2022-03-29 — Atualizado em 2022-06-23

Como Citar

Vinci, C. F. R. G. (2022). Deleuze e a Escrita: entre a filosofia e a literatura. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia Da Unesp, 45(2), 53–72. Recuperado de https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/transformacao/article/view/11745

Edição

Seção

Artigos e Comentários