Algumas contribuições de Habermas ao estudo da comunicação pública da ciência

Autores

  • Ana Eliza Ferreira Alvim da Silva Universidade Federal de Lavras
  • José Roberto Pereira Universidade Federal de Lavras
  • Cibele Aguiar Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44n4.02.p21

Palavras-chave:

Comunicação Pública da Ciência, Jürgen Habermas, Participação Social, Decisões Políticas

Resumo

Este ensaio teórico explora três publicações de Jürgen Habermas da década de 1960, nas quais o autor trata da crítica da ciência, da produção do conhecimento e da democratização das universidades. O objetivo foi extrair delas recortes de reflexões que podem contribuir para os estudos da comunicação pública da ciência. Consolidam-se as reflexões em uma representação gráfica que resume os fatores a serem considerados, ao se pensar a prática de comunicação da ciência, na sociedade: a importância de levar em conta os três interesses que movem a produção do conhecimento – técnico, prático e emancipatório –, de promover a autorreflexão das ciências em universidades politizadas e democratizadas, e de haver a mediação da sociedade na interação entre ciência e política, de forma a subsidiar a tomada de decisões com base em interesses sociais. Argumenta-se que as bases para uma ideia de comunicação pública da ciência dialógica – hoje amplamente defendida – despontaram no pensamento do filósofo alemão, em livros publicados há mais de 50 anos, embora essa não fosse sua motivação central, naquele momento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUER, M. W.; GREGORY, J. From journalism to corporate communication in post-war Britain. In: BAUER, M; BUCCHI, M. (ed.). Journalism, science and society: science communication between news and public relations. New York, NY: Routledge, 2007. p. 33-51.

BRANDÃO, E. Conceito de Comunicação Pública. In: DUARTE, J. (org). Comunicação pública: Estado, Mercado e Interesse Público. São Paulo: Atlas, 2007. p. 1-33.

BURNS, T. W.; O'CONNOR, D. J.; STOCKLMAYER, S. M. Science Communication: A Contemporary Definition. Public Understanding of Science, v. 12, n. 2, p. 183-202, 2003. doi: 10.1177/09636625030122004.

CGEE - Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. Percepção pública da C&T no Brasil. 2019. Brasília, 2019. Retrieved from: https://www.cgee.org.br/web/percepcao.

CRICK, N.; GABRIEL, J. The Conduit Between Lifeworld and System: Habermas and the Rhetoric of Public Scientific Controversies. Rhetoric Society Quarterly, v. 40, n. 3, p. 201-223, 2010. doi: 10.1080/02773941003614464.

DE LIMA, C. M. Agir Comunicativo, Trabalho Imaterial e Sociedade da Informação. In: PINZANI, A; DE LIMA, CM; DUTRA, DV. (org.), O pensamento vivo de Habermas. Florianópolis, SC: Nefipo, p. 99-113, 2009. Retrieved from: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/982.

DIETZ, T. Bringing values and deliberation to science communication. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. 110, n. 3, p. 14081-14087, 2013. doi: 10.1073/pnas.1212740110.

ENTRADAS, M. et al. Public communication by research institutes compared across countries and sciences: Building capacity for engagement or competing for visibility? PLoS ONE, Spain, v. 15, n. 7, July 2020. doi: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0235191.

FAIRCLOUGH, N.; FAIRCLOUGH, I. Polytical Discourse Analysis: a method for advanced students. London: Routledge, 2012.

FRIESIKE, S. et al. Setting up crowd science projects. Public Understanding of Science, v. 27, n. 5, p. 515-534, 2016. doi: 10.1177/0963662516678514.

GERMANO, M. G.; KULESZA, W. A. Popularização da Ciência: uma revisão conceitual. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p. 7-25, 2007. doi: 10.5007/%25x.

GREGORY, J. et al. Public engagement of science in the private sector A new form of PR? In: BAUER, M.; BUCCHI, M. (ed). Journalism, science and society: science communication between news and public relations. New York, NY: Routledge, 2007. p. 203-213.

HABERMAS, J. Técnica e ciência como ideologia [Technology and Science as Ideology] (A. Morão, Trans.). Lisboa: Edições 70, 1968.

HABERMAS, J. Conhecimento e interesse [Knowledge and Human Interests] (J. N. Heck, Trans.). Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

HABERMAS, J. Toward a Rational Society: Student Protest, Science and Politics. Cambridge: Polity Press, 1989.

HABERMAS, J. Depois de trinta anos: notas acerca de Conhecimento e Interesse [Nach dreißig Jahren: Bemerkungen zu Erkenntnis und Interesse] (MJ Wesseling, Trans.) Problemata, v. 2, n. 2, p. 332-341, 2011. Retrieved from: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/3834919.pdf.

HABERMAS, J. Teoria do Agir Comunicativo (v. 2) [The theory of communicative action] (FB Siebeneichler. Trans.). São Paulo: Martins Fontes, 2012.

JASANOFF, S. A mirror for science. Public Understanding of Science, v. 23, n.1, p. 21-26, 2014. doi: 10.1177/0963662513505509?journalCode=pusa.

KATO-NITTA, N. et al. Understanding the public, the visitors, and the participants in science communication activities. Public Understanding of Science, v. 27, n. 7, p. 857-875, 2018. doi: 10.1177/0963662517723258.

KATZ-KIMCHI, M. Screening Science, producing the nation: popular Science programs on Israeli television 1968-88. Media, Culture & Society, v. 34, n. 5, p. 519-536, 2012. doi: 10.1177/0163443712442699.

MAKAROVS, K.; ACHTERBERG, P. Science to the People: A 32-nation survey. Public Understanding of Science, v. 27, n. 7, p. 876-896, 2018. doi: 10.1177/0963662517754047.

MASSARANI, L.; MOREIRA, I. C. Science communication in Brazil: A historical review and considerations about the current situation. Academia Brasileira de Ciências, v. 88, n. 3, p. 1577-1595, 2016. doi: 10.1590/0001-3765201620150338.

MENKES, M. As políticas públicas para popularização da ciência no Brasil [Paper presentation]. Simpósio regional de jornalismo científico no Centro-Oeste, Brasília, Brazil, October 2012.

MOLEK-KOZAKOWSK, K. Stylistic analysis of headlines in science journalism: A case study of New Scientist. Public Understanding of Science, v. 26, n. 8, p. 894–907, 2017. doi: 10.1177/0963662516637321?journalCode=pusa.

MYERS, G. Discourse Studies of Scientific Popularization: questioning the boundaries. Discourse Studies, v. 5, n. 2, p. 265-279, 2003. doi: 10.1177/1461445603005002006.

NISBET, M. C.; SCHEUFELE, D. What's next for science communication? Promising directions and lingering distractions. American Journal of Botany, v. 96, n. 10, p. 1767–1778, 2009. doi: 10.3732/ajb.0900041.

NOBRE, H. H.; GIL, P. G. Uma rota para teoria e prática em comunicação pública: a argumentação como luta cívica por reconhecimento, respeito e justiça. In: MARQUES, Â; OLIVEIRA, I. L; LIMA, F. (org.). Comunicação Organizacional: vertentes conceituais e metodológicas. Belo Horizonte: PGCOM UFMG, 2017. v. 2, p. 101-118.

OWENS, S.' Engaging the public': Information and deliberation in environmental policy. Environment and Planning A, v. 32, n. 7, p. 1141-1148, 2000. doi: 10.1068/a3330.

PAES DE PAULA, A. P. Para Além dos Paradigmas nos Estudos Organizacionais: O Círculo das Matrizes Epistemológicas. Cadernos Ebape, v. 14, n. 1, p. 24-46, 2016. doi: 10.1590/1679-395131419.

PIECZKA, M.; ESCOBAR, O. Dialogue and science: Innovation in policy-making and the discourse of public engagement in the UK. Science and Public Policy, v. 40, n. 1, p. 113-126, 2012. doi: 10.1093/scipol/scs073.

RÖDDER, S. Science Media Centres and Public Policy. Science and Public Policy, v. 42, n. 3, p. 387-400, 2015. doi: 10.1093/scipol/scu057.

SILVA, A. E. F. A. A ciência em circulação nas esferas públicas: o jornalismo científico em universidades de Minas Gerais e suas repercussões. 2019. 328 p. (PhD Thesis in Administration) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, 2019.

STILGOE, J.; LOCK, S; WILSDON, J. Why should we promote public engagement with science? Public Understanding of Science, v. 23, n. 1, p. 4-15, 2014. doi: 10.1177/0963662513518154.

Recebido: 22/11/2020 - Aceito: 15/4/2021

Downloads

Publicado

2021-10-22 — Atualizado em 2021-10-22

Como Citar

Ferreira Alvim da Silva, A. E., Pereira, J. R., & Maria Garcia de Aguiar, C. (2021). Algumas contribuições de Habermas ao estudo da comunicação pública da ciência. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 44(4), 21–44. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44n4.02.p21

Edição

Seção

Artigos e Comentários