Comentário "Uma profundidade temporal no Mundo Estético"

Autores

  • Osvaldo Fontes Filho Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n4.21.p337

Palavras-chave:

Merleau-Ponty, Mundo estético, Alter ego

Resumo

Em dado momento de seu texto, Rodrigo Alvarenga explica como uma “presença estranha” destitui o artista de seu papel central no processo de criação. Por força de uma precessão recíproca da visão e do visível, e à semelhança do que ocorre na relação entre ego e alter ego, os polos de toda experiência sensível e de expressão acusam sua mútua deiscência. Como bem observa Alvarenga, em função de um estranhamento mútuo, a relação do artista com sua obra “transcende os limites da distinção clássica do sujeito e do objeto”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Osvaldo Fontes Filho, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Docente no Departamento de História da Arte e no Programa de Pós-Graduação em História da Arte da Escola de Filosofia, Letras e Ciência Humanas da Universidade Federal de São Paulo. Doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2020-11-20

Edição

Seção

Artigos/Articles