Ciência e ética em Popper

a ética da responsabilidade dos cientistas

Autores

  • Elizabeth de Assis Dias Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44n3.06.p81

Palavras-chave:

Ciência, Ética, Valores, Autonomia, Responsabilidade

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar as relações entre ciência e ética em Popper, mais precisamente, a natureza dessa ética que está na base de sua teoria da ciência. Nossa pretensão é evidenciar que sua concepção de ciência está alicerçada em uma ética da responsabilidade, que pressupõe a autonomia dos cientistas, sua liberdade de escolha, o que os torna responsáveis por suas decisões por determinados “padrões” de pesquisa. Iremos mostrar que essa ética da responsabilidade já se faz presente em sua lógica da investigação, de forma pouco explicita, quando suas preocupações estão voltadas para o problema da demarcação científica e sua proposta de um critério de cientificidade e de uma metodologia para a ciência. A adoção de tal proposta requer dos cientistas uma decisão que envolve objetivos e valores. Em escritos, nos quais expressa suas preocupações com questões éticas inerentes a ciência, essa ética da responsabilidade se apresenta de forma nítida ao definir certos compromissos para os cientistas tendo por base o juramento de Hipócrates, bem como os princípios éticos que devem nortear suas pesquisas.    

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth de Assis Dias, Universidade Federal do Pará

Professora do Programa de Pós-Graduação em Filosofia e do Curso de Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, PA – Brasil.

Referências

ARTIGAS, M. Lógica y Ética en Karl Popper. Navarra/España: EUNSA, 2001.

CAIRUS, H. F.; RIBEIRO JR,W. A. Textos hipocráticos: o doente, o médico e a doença. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2005 (Coleção História e Saúde).

DIAS, E. A. A ciência como um jogo em Popper. Revista Griot. Amargosa - BA, v. 19, n. 3, p. 327-337, out. 2019.

FERRIOL, A. M. Ética médica como ética aplicada em perspectiva popperiana. In: CONGRÉS VALENCIA DE FILOSOFIA, XVI. Valencia, Facultat de Filosofia i Ciéncies de l’Educación, 6,7 i 8 d’abr. 2006. Valencia: Universitat de Valencia, 2006, p. 179-189. Disponível em http://roderic.uv.es/handle/10550/46973. Acesso em: 10 jn. 2020.

GATTEI, S. Karl Popper’s philosophy of science: rationality without foundations. New York/London: Routledge Studies in the Philosophy of Science, 2009.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes. In: Textos selecionados. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

KANT, I. Crítica da razão prática. Petrópolis/R.J.: Vozes; Bragança Paulista/S.P.: Editora Universitária São Francisco, 2016.

KUHN, T. Lógica da descoberta ou psicologia da pesquisa. In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix/ Editora da Universidade de São Paulo, 1979. p. 5-31.

NIEMANN, H. J. Karl Popper’s Three Methods of Theoretical Ethics. Improved and extended version of NIEMANN, H. J. Karl Poppers drei theoretische Ethiken. In: FRANCO, G. (ed.). Handbuch Karl Popper. Wiesbaden: Springer, VS 2019. p. 553-573. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/339796771_Karl_Popper's_Three_Methods_of_Theoretical_Ethics. Acesso em: 03 set. 2020.

OLIVEIRA, P. E. de. Da Ética à ciência: uma nova leitura de Karl Popper. São Paulo: Paulus, 2011.

POPPER, K. A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix, 1972.

POPPER, K. A sociedade aberta e seus inimigos. v. II. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1974a.

POPPER, K. Replies to my Critics: Reply to Medawar on Hypothesis and Imagination. In: SCHILPP, P. A. (ed.). The Philosophy of Karl Popper. v. II. La Salle, Illinois: Open Court, 1974b. p. 1030-1037.

POPPER, K. Lógica das ciências sociais. Rio de janeiro: Tempo Brasileiro; Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1978.

POPPER, K. Conjecturas e refutações. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1982.

POPPER, K. O realismo e o objetivo da ciência. Lisboa: Dom Quixote, 1987.

POPPER, K. The Natural Selection and the Emergence of Mind. In: RADNITZKY, G.; BARTLEY, W.W. III (ed.). Evolutionary Epistemology, Racionality, and the Sociology of Knowledge. La Sale, Illinois: The Open Court, 1993. p. 139-155.

POPPER, K. O mito do contexto: em defesa da ciência e da racionalidade. Lisboa: Edições 70, 1999.

POPPER, K. Em busca de um mundo melhor. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

POPPER, K. Os dois problemas fundamentais da teoria do conhecimento. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

SCHILPP, P. A. (ed.). The Philosophy of Karl Popper. v. I e II. La Salle, Illinois: The Open Court, 1974b.

SHEARMUR, J. The political Thought of Karl Popper. London and New York: Routledge, 1996.

SOLANO, J. F. M. El problema de la verdade em K. Popper: reconstrucción histórico-sistemática. A Coruña: Netbiblo, 2005.

ZANOTTI, G. Karl Popper: antes y después de Kyoto. Revista Arbor, p. 229-243, jun. 1999.

Recebido: 16/6/2019

Aceito: 13/8/2020

Downloads

Publicado

2021-08-20 — Atualizado em 2021-08-27

Como Citar

Dias, E. de A. (2021). Ciência e ética em Popper: a ética da responsabilidade dos cientistas. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 44(3), 81–100. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2021.v44n3.06.p81

Edição

Seção

Artigos e Comentários