Comentário ao artigo " Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler"

Fazer morrer, deixar morrer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n3.27.p365

Palavras-chave:

Morte impune, Judith Butler, Giorgio Agamben

Resumo

Referência do texto comentado: Silva, S. R. O. Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler. Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, vol. 43, n. 3, p. 339 –360, 2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Rodrigues, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Docente na Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisadora FAPERJ

Referências

Silva, S. R. O. Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler. Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, vol. 43, n. 3, p. 339 –360, 2020.

Downloads

Publicado

2020-09-10 — Atualizado em 2021-08-31

Como Citar

Rodrigues, C. (2021). Comentário ao artigo " Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler": Fazer morrer, deixar morrer. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 43(3), 365–368. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n3.27.p365

Edição

Seção

Artigos e Comentários