Comentário a "Liberdade democrática como desenvolvimento de si, resistência à opressão e à injustiça epistêmica"

Da liberdade democrática à vontade de potência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n3.15.p235

Palavras-chave:

liberdade democrática, Nietzsche

Resumo

Referência do texto comentado: Dalaqua, G. H. Liberdade democrática como desenvolvimento de si, resistência à opressão e à injustiça epistêmica. Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, vol. 43, n. 3, p. 213-234, 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emília Carvalho Leitão Biato, Universidade de Brasília- UNB

Professora do Departamento de Odontologia e do Programa de Pós-Graduação em Educação/MP da Universidade de Brasília.

Referências

DALAQUA, G. H. Liberdade democrática como desenvolvimento de si, resistência à opressão e à injustiça epistêmica. Trans/Form/Ação: revista de filosofia da Unesp, vol. 43, n. 3, p. 213-234, 2020.

NIETZSCHE, F. W. Ecce homo: como alguém se torna o que é. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

NIETZSCHE, F. W. Aurora. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

NIETZSCHE, F. W. Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

Downloads

Publicado

2020-09-10 — Atualizado em 2021-08-31

Como Citar

Biato, E. C. L. (2021). Comentário a "Liberdade democrática como desenvolvimento de si, resistência à opressão e à injustiça epistêmica": Da liberdade democrática à vontade de potência. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista De Filosofia, 43(3), 235–238. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2020.v43n3.15.p235

Edição

Seção

Artigos e Comentários