SLAVOJ ŽIŽEK E JACQUES RANCIÈRE: A RECONSTRUÇÃO DA CRÍTICA DIALÉTICA

Autores

  • Artur Sartori KON (USP)

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-8900.2016.v8.n18.05.p46

Resumo

O ensaio procura promover o encontro entre dois dos mais relevantes projetos filosóficos do tempo presente: o do filósofo esloveno Slavoj Žižek, controverso pensador hegeliano-lacaniano marcado ao mesmo tempo pela densidade de suas obras sobre o idealismo alemão (à qual remeteremos aqui) e pelo caráter pop de suas intervenções sobre política e cultura contemporâneas, e o do francês Jacques Rancière, autor mais austero e nem por isso menos celebrado de diversas reflexões sobre os cruzamentos entre estética e política, e que evita explicitar uma linhagem de pensamento. Acreditamos ser possível, dessa forma, elencar alguns dos pontos centrais de uma continuação e reconstrução do pensamento crítico dialético no presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-03-14

Edição

Seção

Artigos