O discurso hegemônico sobre o uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação na educação nas vozes de professores de Sociologia de Marabá/PA

Autores

  • Viviane Toraci Alonso de Andrade Fundação Joaquim Nabuco
  • Edna Cristina Jaques Brelaz Castro Fundação Joaquim Nabuco

DOI:

https://doi.org/10.36311/2236-5192.2021.v22n2.p9

Palavras-chave:

Discurso hegemônico, Educação Básica, Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação

Resumo

A educação tem se constituído um espaço fértil à disseminação do discurso hegemônico, objetivando a evolução do ensino à lógica de mercado. Neste artigo, discutimos a composição da rede de práticas do Pacto pela Educação no Pará (PEP) e como o discurso hegemônico é incorporado aos processos educacionais e nas vozes dos professores de Sociologia em Marabá. Constituíram-se como métodos: análise bibliográfica e pesquisa de campo. A análise bibliográfica nos direcionou à Análise do Discurso Crítica (ADC), elaborada por Norman Fairclough. Os dados foram coletados mediante aplicação de survey junto a professores da disciplina de Sociologia nas escolas públicas de ensino médio. O resultado evidencia que os enunciados dos professores reproduzem a associação entre as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação e aprendizagem, tal qual são produzidos na rede de práticas, estando materializados nos marcos regulatórios da política educacional. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Toraci Alonso de Andrade, Fundação Joaquim Nabuco

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (2014); desde fevereiro de 2007, servidora concursada da Fundação Joaquim Nabuco e lotada desde 2015 na Diretoria de Formação Profissional e Inovação (DIFOR). Coordenadora 2016/2019 do Programa Institucional Valorização Docente na Educação Básica. Docente e coordenadora do Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional - ProfSocio, coordena o Laboratório Multiusuários em Humanidades (multiHlab).

Edna Cristina Jaques Brelaz Castro, Fundação Joaquim Nabuco

Mestra em Sociologia pela Fundação Joaquim Nabuco - Fundaj (2020); coordenadora de Acompanhamento e Avaliação de Projetos Pedagógicos de Curso (PPC), na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

Referências

ANDRADE, Viviane Toraci Alonso de; ZARIAS, Alexandre; PADILHA, Suiany Carvalho. Divulgação científica na internet e o ensino de ciências humanas na educação básica. Projeto de Pesquisa, 21 f., maio, 2016.

ANDRADE, Viviane Toraci Alonso de. Educação básica e letramento digital: limitações das políticas públicas federais. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LA RED ESTRADO, 12., 2018, Lima, Peru. Actas do […]. Lima, Peru: Red Estrado. p. 46. Disponível em: http://redeestrado.org/wp-content/uploads/2018/02/Anais-Redestrado-2018.pdf. Acesso em: 05 dez. 2020.

ANTUNES, Ricardo. Coronavírus [recurso eletrônico] : trabalho sob fogo cruzado. 1ª ed, São Paulo: Boitempo, 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base nacional comum curricular: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 05 dez 2020.

CAETANO, Maria Raquel. Agora o Brasil tem uma Base! A BNCC e as influências do setor empresarial. Que Base? Educação em Revista, Marília, v. 21, n. 02, p. 65-82, 2020. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/educacaoemrevista/article/view/9993. Acesso em: 04 dez. 2020.

CALORI, José Valmir; ARRUDA, Marina Patrício de. Gestão: competências e habilidades para o século XXI. 1ª ed., Curitiba: Appris, 2020.

CHOULIARAKI, Lilie; FAIRCLOUGH, Norman. Discourse in late modernity: rethinking critical discourse analysis. Edinburgh University Press, 2002.

CASTRO, Edna Cristina Jaques Brelaz. Tecnologias digitais de informação e comunicação na prática do docente de Sociologia no ensino médio na cidade de Marabá/PA. 127 f. 2020. Dissertação (Mestrado) - Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional -ProfSocio, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: http://educapes.capes.gov.br/handle/capes/56966. Acesso em: 05 dez. 2020.

DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. 2ed. São Paulo: Cortez Brasília, DF: MEC/UNESCO, 2003

FAIRCLOUGH, Norman. Language and power. New York: Longman, 1989.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: UnB, 2001.

FAIRCLOUGH, Norman. Analysing Discourse: textual analysis for social research. London: Routledge, 2003.

FAIRCLOUGH, Norman. Methods of critical discourse analysis. Londres: Sage, 2005.

FERNANDES, Alessandra Coutinho. Análise de Discurso Crítica: para leitura de textos da contemporaneidade. Curitiba: Intersaberes, 2014. (Série Língua Portuguesa em Foco).

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Edição Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. Volume 2.

GENTILI, Pablo. A falsificação do consenso: simulacro e imposição na reforma educacional do neoliberalismo. Vozes: Petrópolis, 2001.

GOVERNO e sociedade lançam Pacto pela Educação no Pará. IOEPA, Belém, 26/03/2013. Notícias. Disponível em: http://www.ioepa.com.br/2012/noticias.aspx?id=815. Acesso em: 14 dez. 2020.

KRAWCZYK, Nora. O PDE: novo modo de regulação estatal? Cad. Pesquisa. 2008, vol.38, n.135, p. 797-815, dez. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742008000300013&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 05 dez. 2020.

LAVAL, Christian. A escola não é uma empresa: o neoliberalismo em ataque ao ensino público. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2019.

FREITAS, Luiz Carlos de. A luta por uma pedagogia do meio: revisando o conceito. In: PISTRAK, Moisey Mikhaylovich. Escola Comuna. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE: Cidades e Estados, 2019. Página principal. Disponível em: https://www.ibge.gov.br . Acesso em 14 dez. 2020.

MARTINS, Erika Moreira. Todos pela Educação? Como os empresários estão determinando a política educacional brasileira. Rio de Janeiro: Lamparina, 2016.

PARÁ. Guia de Contribuição do setor Privado para o Pacto pela Educação do Pará, elaboração Equipe Synergos, 2015a.

PARÁ. Sistema de Governança do Pacto pela Educação do Pará. Elaboração Equipe Synergos, 2015b. Disponível em: https://syngs.info/files/pacto-pela-educacao-do-para-brasil-relato-e-avaliacao-2012-2017.pdf. Acesso em: 05 dez. 2020.

PROGRAMA INTERNACIONAL DE AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES (PISA). INEP-MEC, Apresentação. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/pisa. Acesso em: 14 dez. 2020.

SYNERGOS. Synergos.org, 2017. Página inicial. Disponível em: https://www.synergos.org/about/approach. Acesso em: 14 dez. 2020.

SILVA, Kátia Karine Duarte da. A nova Pedagogia da hegemonia: educação e ensino de Sociologia no contexto neoliberal. In: BODART, Cristiano das Neves (org.). Sociologia e Educação: debates necessários, 1. ed., v. 2, Maceió, AL: Café com Sociologia. Brasil, 2020. 284 p.

SPRING, Joel. Como as corporações globais querem usar as escolas para moldar o homem para o mercado. Tradução de Ana Júlia Galvan. Campinas, SP: Vide Editorial, 2018.

TARLAU, Rebecca; MOELLER, Kathryn. O consenso por filantropia: como uma fundação privada estabeleceu a BNCC no Brasil. Currículo sem Fronteiras, v. 20, n. 2, p. 553-603, maio/ago. 2020. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol20iss2articles/tarlau-moeller.pdf. Acesso em: 03 dez. 2020.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Relatório Conciso de Monitoramento Global: Educação Para Todos 2000-2015. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000232699. Acesso em: 05 dez. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-13

Edição

Seção

Artigos