O lugar da biblioteca e do bibliotecário na Base Nacional Comum Curricular

Autores

  • Gleice Pereira Universidade Federal do Espírito Santo – UFES
  • Alessandra Monterio Pattuzzo Caetano Centro Universitário Espírito Santense - Faesa
  • Maria Valquiria Barbosa Santana Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano : Teixeira de Freitas, Bahia
  • Ronald Tavares Leão Moret Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano: Teixeira de Freitas, Bahia
  • Tatiane de Jesus Ribeiro Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2021.v15.e02110

Palavras-chave:

Biblioteca escolar, Documenetos norteadores da educação, Base Nacional comum curricular , Bibliotecário escolar, Documentos norteadores da Biblioteca escolar

Resumo

A presente pesquisa busca ampliar o debate e a reflexão em torno do questionamento: Existem elementos na Base Nacional Comum Curricular que nos permite evidenciar a inserção da biblioteca escolar e do bibliotecário no processo educativo formal? O estudo tem como objetivo verificar na Base Nacional Comum Curricular a existência de elementos que permitam apontar essa inclusão em interlocução com as Diretrizes da Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias. Com relação a abordagem metodológica, trata-se de uma pesquisa de natureza básica, pois assenta-se na premissa de que o seu resultado possibilita uma aplicação prática e como pesquisa documental, por buscar selecionar e interpretar documentos que, sob determinado ponto de vista, não foram examinados analiticamente por pesquisadores, objetivando revelar suas características. Os resultados encontrados demonstram que não existe um capítulo que fale especificamente das bibliotecas escolares e/ou sobre seu papel. Nas 600 páginas do documento, o termo “biblioteca” aparece explicitamente somente em duas situações que remetem especificamente às práticas educativas. Concluiu-se que, embora a Base Nacional Comum Curricular preconize a valorização e a problematização das experiências dos educandos vivenciadas em diversos ambientes extraclasse, como a biblioteca, ela não traz de maneira evidente a inserção da biblioteca escolar e do bibliotecário no processo educativo formal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gleice Pereira, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES

Professora da Universidade Federal do Espirito Santo

Alessandra Monterio Pattuzzo Caetano, Centro Universitário Espírito Santense - Faesa

Bibliotecária do Centro Universitário Espírito Santense – FAESA e Especialista em Design Instrucional pela UNIFEI .

Maria Valquiria Barbosa Santana, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano : Teixeira de Freitas, Bahia

Licenciada em pedagogia pela Universidade Estadual de Santa Cruz e  atualmente atua como Pedagoga  no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia da Bahia, campus Ilhéus. 

Ronald Tavares Leão Moret, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano: Teixeira de Freitas, Bahia

Bibliotecário do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano.

Tatiane de Jesus Ribeiro, Universidade Federal da Bahia

Bibliotecária da Universidade Federal da Bahia.

Especialista em MBA em Psicologia

Referências

Alves, Daniel Magalhães, et al. “A existência da Biblioteca na Escola”. A Biblioteca no Contexto Escolar. Edited by Rosemar Rosa, Humberto Marcondes Estevam, and José Antônio Bessa. Editora IFTM, 2014. pp. 9-13.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular, 2018, http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/. Acessado 20 ago 2020.

BRASIL. Lei nº 12.244, de 24 de maio de 2010. “Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País”. Diário Oficial da União, 24 de maio de 2010, http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12244.htm. Acessado 20 ago 2020.

Campello, Bernadete. Letramento informacional no Brasil: práticas educativas de bibliotecários em escolas de ensino básico, 2009. Universidade Federal de Minas Gerias, Tese de Doutorado.

Castro Filho, Claudio Marcondes de. “As competências, os perfis e os aspectos sociais do bibliotecário na educação”. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, vol. 14, no. 2, 2016, pp. 247-261, doi:10.20396/rdbci.v14i2.8643650. 13. Acessado 10 out 2020.

Costa, Tânia Gomes Ferreira da. “Um novo olhar sobre as inteligências múltiplas na educação infantil”. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, vol. 6, ano 5, maio 2020, pp. 166-176 doi:10.32749/nucleodoconhecimento.com.br/educacao/novo-olhar. Acessado 15 out 2020.

Gardner, Howard. Estruturas da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Artmed, 1994.

Gil, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. Atlas, 2008.

Gómez, Maria Nélida González de. “Regime de informação: construção de um conceito”. Informação & Sociedade: Estudos, vol. 22, no. 3, dez. 2012, pp. 43-60, https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/14376/8576. Acessado 10 set 2020.

Fragoso, Graça. Maria. “Biblioteca na escola: uma relação a ser construída.” Revista ACB, vol. 10, no. 2, 2005, pp. 169-173, https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/430. Acessado 20 set 2020.

International Federation of Library Associations. Declaração política IASL sobre as bibliotecas escolares. 1993, https://www.IFLA.org/files/assets/school-libraries-resource-centers/publications/IFLA-school-library-guidelines-pt.pdf. Acessado 30 ago 2020.

International Federation of Library Associations. Manisfesto IFLA/UNESCO para biblioteca escolar. 2000, https://www.IFLA.org/files/assets/school-libraries-resource-centers/publications/school-library-manifesto-pt-brazil.pdf. Acessado 30 ago 2020.

International Federation of Library Associations. Manifesto IFLA/Unesco para bibliotecas escolares. 2002, https://www.IFLA.org/files/assets/school-libraries-resource-centers/publications/school-library-manifesto-pt-brazil.pdf. Acessado 30 ago 2020.

International Federation of Library Associations. Diretrizes da IFLA para Biblioteca Escolar. 2015. https://www.IFLA.org/files/assets/school-libraries-resource-centers/publications/IFLA-school-library-guidelines-pt.pdf. Acessado 30 ago 2020.

International Federation of Library Associations. Diretrizes da IFLA para Biblioteca Escolar. Rede de bibliotecas escolares: Portugal, 2016, https://www.IFLA.org/files/assets/school-libraries-resource-centers/publications/IFLA-school-library-guidelines-pt.pdf. Acessado 30 ago 2020.

Leite, Leonardo Ripoll Tavares. “Biblioteca escolar como extensão do processo de ensino aprendizagem: percepções da comunidade docente do colégio de aplicação da UFSC”. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, vol. 21, no. 1, dez./mar. 2016, pp. 115-136, https://revistaacb.emnuvens.com.br/ racb/article/viewFile/1162/pdf. Acessado 15 out 2020.

Lüdke, Menga, and André, Marli. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2 ed. Editora EPU, 2013.

Martins, Luziane Graciano. “Bibliotecário como mediador de aprendizagem: uma proposta a partir do uso das TICS”. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, vol. 31, no. 2, jun./dez 2017, pp. 73-98, https://periodicos.furg.br/biblos/article/view/5602. Acessado 14 set 2020.

Nunes, Martha Suzana Cabral, and Santos, Flaviana de Oliveira. “Mediação da leitura na biblioteca escolar: práticas e fazeres na formação de leitores.” Perspectivas em Ciência da Informação, vol. 25, no. 2, jun. 2020, pp. 3-28, https://periodicos.ufmg.br/index.php/pci/article/view/24116. Acessado 20 set 2020.

Pereira, Gleice. A colaboração no contexto da função educativa do bibliotecário, 2016. Universidade Federal de Minas Gerias - Tese de Doutorado.

Perrotti, Edmir. “Leitores, ledores e outros afins: apontamentos sobre a formação ao leitor”. A formação do leitor: pontos de vista. Edited by Jason Prado, and Paulo Condini Paulo. Argus, 1999. pp. 31-43.

Ramos, Flávia Brocchetto, et al. “Bibliotecas escolares: leitura, (in)formação e cultura para uma educação cidadã.” EDUC: Revista Multidisciplinar em Educação, vol. 5, no. 10, maio/ago, 2018, p. 84-97, https://www.periodicos.unir.br/index.php/EDUCA/. Acessado 15 out 2020.

Ribeiro, Simone Regina de Oliveira, and Vilaça, Márcio Luiz Corrêa. “Tecnologia, linguagem e educação a distância.” Tecnologias, sociedade e educação na era digital. Edited by Márcio Luiz Corrêa Vilaça, and Elaine Vasquez Ferreira de Araujo. Editora Unigranrio, 2016. pp. 240-267.

Richardson, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 4 ed. Atlas, 2017.

Sala, Fabiana, and Militão, S. C. N. Biblioteca escolar no Brasil: origem e legislação nacional educacional. Anais do 13 Congresso Nacional de Educação, Editora PUCPR, 2017.

Sala, Fabiana, and Castro Filho, Claudio Marcondes de. “Biblioteca escolar e as relações de trabalho colaborativo: mediação e apropriação cultural no ambiente educacional”. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, vol. 16, 2020, pp. 1-19, https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/1399/1224. Acessado 16 out 2020.

Santaella, L. Comunicação Ubíqua: Repercussões na cultura e na educação. Paulus, 2013.

Silva, Fernanda Claudia Luckmann da. Letramento informacional na educação básica: percepções da direção escolar, 2017. Universidade do Estado de Santa Catarina, Dissertação de Mestrado.

Silva, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Autêntica, 2010.

Souza, Joseilda Sampaio, and Bonilla, Maria Helena Silveira. “Exclusão / inclusão: elementos para uma discussão”. Liinc em Revista, vol. 5, no. 1, mar. 2009, pp. 133- 146, doi:10.18617/liinc.v5i1.289. Acessado 30 set 2020.

Vitorino, Elizete Vieira. “Construindo significados para a competência em informação”. As dimensões da competência em informação: técnica, estética, ética e política. Edited by Elizete Vieira Vitorino, and Djuli Machado De Lucca. Edufro, 2020. pp. 14-35.

Volpato, Gilson Luiz. Ciência: da filosofia à publicação. 4. ed. Tipomic, 2004.

Vygotsky, Lev Semenovich. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. Martins Fontes, 2009.

Downloads

Publicado

2021-05-24

Como Citar

Pereira, G., A. M. P. Caetano, M. V. Barbosa Santana, R. T. L. Moret, e T. de J. Ribeiro. “O Lugar Da Biblioteca E Do bibliotecário Na Base Nacional Comum Curricular”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 15, maio de 2021, p. e02110, doi:10.36311/1981-1640.2021.v15.e02110.