ACESSIBILIDADE INSTRUMENTAL E ARQUITETÔNICA EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Acessibilidade em Aulas de Educação Física

Autores

  • Lenice de Fátima Cadó Universidade Federal de Santa Maria
  • Angélica Cristina Kern
  • Felipe de Lima Gaspary
  • Luciana Erina Palma

Palavras-chave:

Acessibilidade. Educação Física. Escola. Atividade Motora

Resumo

O estudo teve, por objetivo, analisar a acessibilidade instrumental e arquitetônica nos espaços destinados às aulas de Educação Física. Foram definidas quatro (04) escolas pertencentes à rede municipal de uma cidade do interior do Rio Grande do Sul. Como instrumento de coletas de dados, utilizou-se o Formulário dos Espaços e Materiais da Educação Física para verificar os materiais de Educação Física e para a acessibilidade foi utilizado o Protocolo para Avaliação de Acessibilidade. Como resultados, quanto à acessibilidade instrumental, existiam os materiais específicos da Educação Física, porém em pouca quantidade e quanto aos adaptados e específicos para as pessoas com deficiência, nenhuma das escolas possuía. Em relação aos espaços das aulas de Educação Física, duas escolas possuíam quadra esportiva, as outras duas, tinham quadras cobertas e as quatro escolas tinham a sala de aula como espaço em comum. As escolas não apresentaram acessibilidade arquitetônica de acordo com o protocolo utilizado, sendo que as mesmas possuíam quadras em condições regulares de uso, não existia contraste de cor nos espaços utilizados para as aulas. Os resultados mostram que as escolas do estudo ainda não apresentam acessibilidade instrumental e arquitetônica de forma apropriada. Portanto, torna-se importante que as escolas proporcionem condições adequadas de acessibilidade instrumental e arquitetônica e que assim os alunos com deficiência possam ter a sua participação garantida com independência e autonomia para que o processo de inclusão se torne efetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-13