DIALÉTICA DO SIGNIFICADO EXISTENCIAL: O QUE É “SIGNIFICADO” E QUAL É A SUA ONTOLOGIA? A RAZÃO (VERNUFT) POR TRÁS DAS RAZÕES

Autores

  • Felipe Resende da SILVA (UNESP/Marília)

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-8900.2016.v8.n18.07.p82

Resumo

Trata-se da tentativa de formular dialeticamente um conceito de significado da existência e expor sua base ontológica. Para tanto, partiremos dos momentos abstratos do significado (seu “para-si” e “em-si” desconectados) para posteriormente realizar uma síntese viva desses momentos (seu “em-si e para-si”). Em seguida, argumentaremos que essa síntese viva está sustentada por uma totalidade conceitual da Razão mediada tanto pelo princípio de identidade (em um certo nível) quanto pelo não-idêntico. Pela perspectiva do princípio de identidade, o significado se manifestaria na apropriação consciente do mundo pelo homem. Pela perspectiva do não-idêntico, o significado remeteria ao âmbito do inesperado – no não-pré- estabelecido, no momento lúdico e/ou estético. Tal dupla mediação constituiria a infinidade da significação – sua inesgotabilidade. Como aporte teórico básico teremos a Dialética Negativa de Theodor Adorno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-03-14

Edição

Seção

Artigos