Ciência empírica, causalidade e razão suficiente em Kant

Autores

  • Patrícia KAUARK-LEITE

DOI:

https://doi.org/10.36311/2318-0501/2014.v2n02.4120

Resumo

Na Analítica Transcendental de Kant encontramos a ideia segundo a qual dar as causas é também dar asexplicações suficientes da razão pela qual um certo fenômeno se produziu. Este trabalho pretende examinar em detalhe as bases dessa aliança entre o princípio de causalidade e o princípio de razão suficiente, em passagens tanto da Crítica da razão pura quanto de outros textos kantianos. Procuraremos especialmente mostrar através da análise do embate entre as teorias dinamista e mecanicista sobre a matéria, apresentado nos Princípios metafísicos da ciência da natureza, que o princípio da razão suficiente, no âmbito das ciências empíricas, não pode ser reduzido, tal como defende Longuenesse (2001), ao princípio da ordem temporal objetiva dos objetos da percepção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia KAUARK-LEITE

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Arquivos adicionais

Publicado

2021-10-06

Edição

Seção

Artigos/Articles