Gestão do conhecimento e os fatores de inovação organizacional na gestão do esporte baseado no fluxo de conhecimento

uma revisão sistemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2018.v12n3.07.p64

Palavras-chave:

Gestão da Informação; Gestão do Conhecimento; Inovação Organizacional; Fluxo de Conhecimento; Conhecimento Organizacional; Gestão do Esporte

Resumo

O objetivo do presente artigo foi discutir, a partir da revisão sistemática, a contribuição da gestão do conhecimento para a criação de um modelo de inovação organizacional na gestão do esporte. Quanto aos fins, este trabalho se apresenta como descritivo, mostrando as características propostas para um modelo organizacional e, exploratória, com um tema ainda pouco pesquisado no meio acadêmico. Quanto aos meios, classifica-se como bibliográfica, utilizando informações dos artigos científicos encontrados. Foi realizada uma revisão sistemática na base de dados do Portal de Periódicos, gerido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES com pesquisas publicadas entre os anos 2010 e 2016. No total, encontrou-se 2629 trabalhos dos quais 2069 eram revisados por pares. Foram retirados os artigos repetidos, além de pesquisas publicadas fora do período considerado (2010 a 2016). Desse total, selecionou-se aqueles que possuíam os termos descritores encontrados nos títulos dos artigos e nos resumos, cujas combinações resultaram 137 artigos. Buscando aprofundar o tema a partir do objetivo proposto, excluiu-se os artigos que não tinham no conteúdo abordagem sobre o segmento esportivo, totalizando 124 artigos que não atenderam aos critérios, totalizando 13 artigos da revisão sistemática. Foram adicionados a esses artigos mais sete pesquisas no sentido de oferecer maior contribuição devido a relevância dos mesmos. Concluiu-se que a contribuição da gestão do conhecimento se torna uma realidade no sentido de atender às novas perspectivas do esporte atual no Brasil através do fluxo do conhecimento. The objective of the present article was to discuss, by way of a systematic review, the contribution of knowledge management to the creation of an organizational innovation model in sports management. Regarding the ends, this work presents itself as descriptive, showing the proposed characteristics of an organizational model; and also exploratory, as it deals with a subject that still isn’t researched very much in the academic environment. As for the means, this work can be classified as bibliographic, as it uses information from the scientific articles that were found. A systematic review was conducted in the Periodical Portal, which is managed by the Higher Level Personnel Improvement Coordination -- CAPES, with research conducted between the years 2010 and 2016. In all, 2629 articles were found, of which 2069 were peer-reviewed. Duplicate articles were removed from this total, as well as articles that were published outside of the timeline that was considered (2010 - 2016). From this amount, we selected those that contained the descriptors, found in the titles of the articles and their abstracts, resulting in a total of 137 articles. Seeking to further explore the subject through the proposed objective, the articles that contained information on the sports segment were eliminated. Thus, 124 articles were excluded from the group as they were not in accordance with the inclusion criteria, leading to a total of 13 articles being included in the systematic review. To these articles, we added seven more, as they were greatly relevant and could contribute to the research. We concluded that the contribution of knowledge management is becoming a reality, meeting the new perspectives of sport in Brazil through the flow of knowledge.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

.

Downloads

Publicado

2018-10-01

Como Citar

Nery, L. C. P., S. de C. C. Telles, B. R. C. dos S. e S. Riscado Terra, e L. P. DaCosta. “Gestão Do Conhecimento E Os Fatores De inovação Organizacional Na gestão Do Esporte Baseado No Fluxo De Conhecimento: Uma revisão sistemática”. Brazilian Journal of Information Science, vol. 12, nº 3, outubro de 2018, p. 64 ao 85, doi:10.36311/1981-1640.2018.v12n3.07.p64.

Edição

Seção

Artigos
Bookmark and Share