Leitura, biblioteca e política de formação de leitores no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2009.v3n2.05.p75

Palavras-chave:

Leitura, Biblioteca Pública, Biblioteca Escolar, Políticas de Leitura, Formação de Leitores.

Resumo

O fomento à leitura no Brasil vem, historicamente, contornando inúmeros obstáculos. Um dos mais frequentes é a inexistência de políticas públicas contínuas e bibliotecas, tanto públicas quanto escolares, que contribuam para o aprimoramento cultural, para a inserção da população à cidadania. A trajetória da implantação da biblioteca, pública ou escolar, em nosso país reflete hoje no desempenho das políticas públicas de leitura delineadas ao longo da história do Brasil e, ao mesmo, apresenta o retrato do leitor que temos hoje e, principalmente, sugere a base para o aprimoramento da política de formação de leitor que a escola pública deve adotar. Este artigo, resultado de tese defendida em 2006 pela Unesp/Marília, estrutura-se em três fases distintas: a primeira relata a invenção da escrita-leitura e sua íntima relação com o desenvolvimento da humanidade. A seguir, apresenta a convivência da sociedade brasileira com o livro, a biblioteca e a leitura desde a chegada dos portugueses ao país às primeiras décadas do Século XX e, posteriormente, aos programas brasileiros atuais de incentivo à leitura e à formação de leitor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rovilson José da Silva, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Prefeitura Municipal de Londrina Secretaria da Cultura Biblioteca da Prefeitura Municipal de Londrina Av. Duque de Caxias, 635 86015-901 – Londrina - PR Brasil

Referências

.

Publicado

2010-10-10

Como Citar

Silva, R. J. da. “Leitura, Biblioteca E política De formação De Leitores No Brasil”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 3, nº 2, outubro de 2010, doi:10.36311/1981-1640.2009.v3n2.05.p75.

Edição

Seção

Artigos