OS PROCESSOS DE REVERSIBILIDADE LÓGICA E SUA RELAÇÃO COM A APRENDIZAGEM DE CONTABILIDADE

Autores

  • Cintia Lisiane da Silva Renz Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) https://orcid.org/0000-0003-2528-6749
  • Sérgio Roberto Kieling Franco Professor do Pós-Graduação em Informática na Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Faculdade de Educação também da UFRGS https://orcid.org/0000-0002-1221-1310

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-1655.2021.v13n1.p115-143

Palavras-chave:

Ensino de Contabilidade, Pensamento Operatório Formal, Epistemologia Genética

Resumo

O artigo tem como objetivo discutir acerca dos elementos que concorrem na construção do conhecimento dos sujeitos graduandos de contabilidade e a relação dos processos de reversibilidades lógicas inerentes a natureza contábil com a lógica do pensamento operatório formal. Caracteriza-se como um estudo teórico do tipo bibliográfico. O estudo demonstra que a formalização contábil, em especial a escrituração contábil, implica em processos lógicos os quais foram explicados por Piaget através do grupo INRC (Identidade; Negação; Recíproca; Correlativa). O grupo INRC é um modelo teórico destinado a dar conta da complexidade própria ao estado final do desenvolvimento lógico. As evidências teóricas levantadas pelo presente estudo, reforçam a importância de uma pesquisa empírica que busque evidências concretas da relação das incompreensões dos estudantes com as reversibilidades lógicas do pensamento operatório formal

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATTRO, A. M. Dicionário terminológico de Jean Piaget. Tradução Lino de Macedo, com prefácio de Jean Piaget. São Paulo: Pioneira, 1978.

BECKER, F. O Caminho da aprendizagem em Jean Piaget e Paulo Freire: da ação à operação. 2ª ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

DELVAL, J. Introdução à prática do método clínico: descobrindo o pensamento das crianças. Tradução Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002.

DOLLE, J. M. Para compreender Jean Piaget. Tradução Luís Leitão. Coleção Horizontes Pedagógicos. Instituto Piaget. 2ª ed. Paris: Dunod, 2005.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila.

FRANCO, S. K. O construtivismo e a educação. 4ª ed. (revista ampliada). Porto Alegre: Mediação, 1995.

KESSELRING, T. Jean Piaget. Caxias do Sul: Educs, 2008.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução Magda Lopes. 3ª ed. – Porto Alegre: Artmed, 2010.

HEINZ, M. U., QUINTANA A. C., CRUZ, A. P. C. Desenvolvimento cognitivo e afetivo dos estudantes de Contabilidade– influência do método de caso à luz da Taxonomia de Bloom. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade. Journal of Education and Research in Accounting. REPeC, Brasília, v. 13, n. 4, art. 4, p. 410-428, out./dez. 2019. Disponível em: http://www.repec.org.br/repec/article/view/2363/1550. Acesso em: 25.02.2020.

INHELDER, B., PIAGET, J. Da lógica da criança à lógica do adolescente: ensaio sobre a construção das estruturas operatórias formais. Tradução Dante Moreira Leite. São Paulo: Pioneira, 1976.

LAFFIN, M. Ensinar Conceitos em Ciências Contábeis. Revista Contemporânea de Contabilidade. UFSC, Florianópolis, v. 12, n. 25, p. 47-66, jan./abr. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/contabilidade/article/view/2175-8069.2015v12n25p47 . Acesso em: 25.02.2020.

LEITE, L. B. A Argumentação na perspectiva da lógica natural. IN Vitale, María Alejandra; Piris, Eduardo Lopes; Carrizo, Azevedo, Alicia Eugenia Isabel Cristina Michelan de (Org). Estudios Sobre Discurso Y Argumentación. Grácio Editor. Coimbra, 2019. Disponível em: http://sediar.com/pdf/Estudios_sobre_discurso_y_argumentacion%20.pdf. Acesso em: 08.12.2019.

MARION, J. C. Contabilidade Básica. 12ª ed. São Paulo: Atlas, 2018.

MONTANGERO, J., MAURICE NAVILLE, D. Piaget ou a inteligência em evolução. Tradução Fernando Becker e Tânia Beatriz Iwaszko Marques. Porto Alegre: Artmed, 1998.

PIAGET, J. O Nascimento da Inteligência na Criança. Tradução Álvaro Cabral. 4ª ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1987.

PIAGET, J. A Epistemologia Genética/ Sabedoria e ilusões da filosofia: Problemas de psicologia genética. Tradução de Nathanael C. Caixeiro, Zilda Abujamra Daeir, Celia E. A. Di Piero. Os Pensadores. 2ª ed. São Paulo: Abril Cultura, 1983.

PIAGET, J. Ensaio de lógica operatória. Tradução de Maria Ângela Vinagre de Almeida. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1976.

PIAGET, J. Aprendizagem e conhecimento. Tradução Equipe da Livraria Freitas Bastos. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1974.

PIAGET, J. Estudos sociológicos. Rio de Janeiro/São Paulo: Companhia Editora Forense, 1973.

SANTOS, L. A. F., GASPARI, S. S. L. C., MARQUES, M. S. Pesquisa Bibliométrica sobre os Métodos de Ensino em Contabilidade. Caderno de Administração. v. 24, n. 2, 2016. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CadAdm/article/view/32399/18156. Acesso em: 25.02.2020.

SCHREIBER, K. P., BRAZ, G., BERTOLUCCI, C. C., SILVA, J. A. e PORCIÚNCULA, M. Níveis de compreensão do conceito de média aritmética de adolescentes a partir do método clínico-crítico Piagetiano. Bolema vol.33 nº.64, Rio Claro. May/Aug. 2019. Epub Aug 01, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bolema/v33n64/1980-4415-bolema-33-64-0491.pdf. Acesso em: 07.12.2019.

SILVA, R. S., BARONE, D. A. C., BASSO, M. V. Cadeias de Markov e tecnologias digitais: reflexões sobre a construção de conhecimentos dos discentes em licenciatura em Matemática. Ciência Educação. (Bauru) vol.24 nº.3, Bauru JulySept. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v24n3/1516-7313-ciedu-24-03-0695.pdf. Acesso em: 09.12.2019.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Edição

Seção

Artigos