ASTROJILDO PEREIRA, LEITOR DE MACHADO DE ASSIS

Autores

  • Sílvia Maria Azevedo Professora adjunta do Departamento de Literatura da Faculdade de Ciências e Letras, Unesp, Assis

Palavras-chave:

Astrojildo Pereira, Machado de Assis, literatura, história.

Resumo

Escritor, jornalista, crítico literário, fundador do Partido Comunista Brasileiro (1922), Astrojildo Pereira (1890-1965) entrou para a história da literatura brasileira como protagonista no célebre episódio da “última despedida” de Machado de Assis, imortalizado na crônica de Euclides da Cunha. Leitor rigoroso da obra machadiana, Astrojildo Pereira foi dos primeiros críticos a descartar a interpretação acerca da indiferença de Machado de Assis em relação aos assuntos políticos e históricos no Brasil da segunda metade do século XIX, exposto em seu ensaio mais famoso, “Machado de Assis, romancista do Segundo Reinado”. O objetivo do presente artigo é propor uma leitura do referido texto, tendo em vista os respectivos suportes de publicação, na Revista do Brasil (1939), e republicação, nos livros Interpretações (1944) e Machado de Assis, ensaios e apontamentos avulsos (1959), em conexão com a conjuntura político-cultural no Brasil, nessas três décadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-17

Edição

Seção

Crítica Cultural