O SOLUÇO DE ARISTÓFANES: SÁTIRA PLATÔNICA GENERALIZADA

Autores

  • Vicente Thiago Freire Brasil Doutorando em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professor Assistente da Universidade Estadual do Ceará (UECE)

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-8900.2017.v9n20.18.p292

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir sobre o episódio da crise de soluços que atinge a personagem Aristófanes no diálogo O Banquete de Platão. Partindo-se do pressuposto de que no texto platônico não há personagens ou eventos a serem desconsiderados, pretende-se refletir sobre a intenção do autor ao construir tal imagem cômica. A conclusão que se pretende tornar evidente é que o incidente do soluço é tanto uma referência implícita e proléptica a teorias eróticas desenvolvidas ao longo do diálogo por Platão através de vários personagens, como uma forte crítica do personagem Aristófanes aos discursos de Fedro, Pausânias e Erixímaco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-03-15

Edição

Seção

Artigos