O SIGNIFICADO DE “OBJETIVISMO” EM HUSSERL: CAMINHO PARA DESCOBRIMENTO E ENCOBRIMENTO

Autores

  • Rogério de Souza TEZA (USP)

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-8900.2015.v7n15.5708

Palavras-chave:

Husserl. Ciência Moderna. Matematização. Galileu. Objetivismo.

Resumo

Este artigo se propõe a investigar o sentido de “objetivismo” na filosofia tardia de Edmund Husserl. No seu texto “A Crise das Ciências Europeias e a Filosofia Transcendental” e na sua conferência “A Crise da Humanidade Europeia e da Filosofia”, o filósofo apresenta uma verdadeira narrativa do surgimento da Ciência Moderna através de um processo de matematização. Este, contudo, em vez de contribuir para erigir um conhecimento irrelativo, se tornou verdadeira restrição ao desenvolvimento dos ideais da Ciência. O “objetivismo” se apresentaria, então, como uma interpretação filosófica que não permitiu pensar o mundo senão sob a ótica da matemática. O artigo se encerra com considerações sobre as consequências do “objetivismo”, que teria tornado a Ciência questionável na sua missão de guiar o homem por questões prementes como, por exemplo, o próprio sentido da existência humana

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-01-02

Edição

Seção

Artigos