FAMÍLIA E DESEMPENHO DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL-ESTUDO DE CASO.

Autores

  • Fabio Marucci Escola Estadual Prof João Baptista Negrão Filho
  • Antonio Carlos Miranda Centro Universitário Salesiano de São Paulo -UNISAL http://orcid.org/0000-0002-5431-8386

DOI:

https://doi.org/10.36311/2236-5192.2018.v19n2.04.p45

Palavras-chave:

IDESP do Ensino Médio, Vulnerabilidade Social, Participação familiar.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre o desempenho de alunos do Ensino Médio em situação de vulnerabilidade social, tendo como foco uma escola pública estadual da periferia de um município localizado na região Centro-Leste do Estado de São Paulo. O objetivo geral da pesquisa foi evidenciar a relação entre a condição socioeconômica dos alunos e sua proficiência no Saresp. A análise dos resultados permitiu verificar que, de fato, a condição socioeconômica e a situação de vulnerabilidade social que vivenciam têm prejudicado a proficiência desses alunos, pois a escola obteve nota 1,37, numa escala de 0 a 10,0 no IDESP 2014. Os resultados foram verificados, por meio, de uma pesquisa quantitativa com a aplicação de um questionário aos alunos e observações diretas. É importante destacar que as políticas públicas, aplicadas para a educação básica LDB 9.394/96, principalmente em sua etapa final, não estão surtindo o efeito desejado: democratização com qualidade educacional. Com isso, apontamos neste artigo as fragilidades apresentadas pelos vínculos familiares, e sua implicação no sucesso escolar desses jovens.

Recebido em: 03/01/2017.
Aprovado em:28/08/2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Marucci, Escola Estadual Prof João Baptista Negrão Filho

Mestre em Educação (2015) pelao Centro Salesiano de São Paulo - UNISAL e Diretor de Escola da Rede Estadual

Antonio Carlos Miranda, Centro Universitário Salesiano de São Paulo -UNISAL

Possui graduação em Pedagogia (1998), mestrado em Educação (2002) e doutorado em Educação na especificidade Ensino, Avaliação e Formação de Professores (2008), todos pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente trabalha como professor doutor no programa de Mestrado em Educação e na Graduação em Pedagogia do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), campus Americana, membro da Comissão Própria de Avaliação - (CPA) da rede e membro do grupo de pesquisa História da Práxis Educativa Social e Comunitária - (HIPE). Na UNICAMP participa do grupo de pesquisa em avaliação na Faculdade de Educação Laboratório de Observações e Estudos Descritivos - (LOED) como pesquisador CNPq e no Projeto Observatório da Educação – Capes/OBEDUC. Possui vasta experiência na área de Educação, com ênfase em Gestão, Planejamento, Avaliação Institucional e de Sistemas.

Referências

ABRAMOVAY, Miriam et al. Juventude, violência e vulnerabilidade social na América Latina: desafios para políticas públicas. Brasília: UNESCO, BID, 2002.
ALVES, Maria Teresa Gonzaga; SOARES, José Francisco; XAVIER, Flavia Pereira. Índice socioeconômico das escolas de educação básica brasileiras. Ensaio: avaliação políticas públicas Educação. Rio de Janeiro,  v. 22, n. 84, p. 671-703,  set. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v22n84/a05v22n84.pdf>. Acesso em: 02 fev. 2015.
ANDRADE, Josemberg Moura de; LAROS, Jacob Arie. Fatores Associados ao Desempenho Escolar: Estudo Multinível com Dados do SAEB/2001. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 23, n. 1, p. 33-42, jan./mar.2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ptp/v23n1/a05v23n1.pdf >. Acesso em: 02 fev. 2015.
ARRUDA, Marco Antônio et al. Projeto Atenção Brasil: Saúde Mental e desempenho escolar em crianças e adolescentes brasileiros. Análise dos resultados e recomendações para o educador com base em evidências científicas. Ribeirão Preto: Ed. Instituto Glia, 2010.
AZANHA, José Mário Pires. Educação: alguns escritos. São Paulo: Ed. Nacional, 1987. 
BEISIEGEL, Celso de Rui. A Qualidade do Ensino na Escola Pública. Brasília: Liber Livros, 2006. 
BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean Claude. A reprodução: Elementos para uma teoria do sistema de ensino. 4. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.
BRASIL. Decreto-lei n. 4.244, de 09 de abril de 1942. Lei orgânica do ensino secundário. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4244-9-abril-1942-414155-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 20 mai.2018
BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Seção 1,12 agosto de 1971.
BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 1 fev. 2015.
BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica, 1998. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencian.pdf>. Acesso em: 12 abr. 2015.
BRASIL. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Série Documental, Textos para Discussão, 2007. Disponível em:< http://portal.inep.gov.br/ideb>. Acesso em: 09 mar. 2017.
BRASIL. Emenda Constitucional n° 59, de 11 de novembro de 2009. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc59.htm>. Acesso em: 22 fev. 2015.
BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação-PNE e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm>. Acesso em: 31 mai. 2018
CASTRO, Maria Helena Guimarães de. Sistemas nacionais de avaliação e de informações educacionais. São Paulo Perspectiva. São Paulo, v. 14, n. 1, p. 121-128, mar. 2000. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392000000100014>. Acesso em: 12 abr. 2015.
CASTRO, Maria Helena Guimarães; TORRES, Haroldo da Gama; FRANÇA, Danilo. Os jovens e o gargalo do Ensino Médio brasileiro. Revista 1ª Análise SEADE, São Paulo, v. 1, n.5, p.1-30, ago. 2013. Disponível em: <https://www.seade.gov.br/wp-content/uploads/2014/06/Primeira_Analise_n5_agosto_2013.pdf> Acesso em: 12 abr. 2015.
CASTRO, Maria Helena Guimarães; TORRES, Haroldo da Gama. Duas décadas de Ensino Médio. In: SEMINÁRIO EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DE SÃO PAULO: avanços e desafios, 2014. Anais... São Paulo: FDE/SEADE/SPDR, 2014.
CERVI, Rejane de Medeiros. Padrão estrutural do sistema de ensino no Brasil. 1. ed. Curitiba: IBPEX, 2005.
CHECHIA, Valéria Aparecida; ANDRADE, Antônio dos Santos. O desempenho escolar dos filhos na percepção de pais de alunos com sucesso e insucesso escolar. Estudos psicológicos, Natal, v.10, n.3, p.431-440, dez. 2005. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2005000300012&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 12 abr. 2015.
COSTA, Gilvan Luiz Machado. O Ensino Médio no Brasil: desafios à matrícula e ao trabalho docente. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, Brasília, v.94, n.236, p.185-210, Jan./Abr. 2013. Disponível em: < http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/395/384>. Acesso em: 12 mar. 2015.
CUNHA, José Marcos Pinto da et al. A vulnerabilidade social no contexto metropolitano: o caso de Campinas. In: CUNHA, José Marcos Pinto da (Org.). Novas metrópoles paulistas: população, vulnerabilidade e segregação. Campinas: NEPO/UNICAMP, 2006. p. 143-168. Disponível em: <http://www.nepo.unicamp.br/publicacoes/livros/vulnerabilidade/arquuivos/arquuivos/vulnerab_cap_5_pgs_143_168.pdf>. Acesso em: 1 jun. 2015
CUNHA, José Marcos Pinto; JIMÉNEZ, Maren Andrea. Segregação e acúmulo de carências: localização da pobreza e condições educacionais na Região Metropolitana de Campinas. In: CUNHA, José Marcos Pinto (Org.). Novas metrópoles paulistas: população, vulnerabilidade e segregação. Campinas: NEPO/UNICAMP, 2006. p.365-398. Disponível em: <http://www.nepo.unicamp.br/publicacoes/livros/vulnerabilidade/arquuivos/arquuivos/vulnerab_cap_13_pgs_365_398.pdf>. Acesso em: 5 jun. 2015.
CUNHA, José Marcos Pinto da. Mobilidade espacial, vulnerabilidade e segregação socioespacial: reflexões a partir do estudo da RM de Campinas. Campinas: NEPO/UNICAMP, 2007. p.117-139. Disponível em: <http://www.nepo.unicamp.br/publicacoes/livros/mobilidade/cap6.pdf>. Acesso em: 5 jun. 2015.
GOUVEIA, Gilda Figueiredo Portugal et al. A reforma do Ensino Médio no Brasil: 1995-2005. In: CUETO, Santiago. (Ed.). Reformas piendentes em La educación secundaria. Santiago: Preal, 2009, p.115-171.
IBGE. Instituto Nacional de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Famílias e Domicílios. Resultados da Amostra. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/familias_e_domicilios/default_familias_e_domicilios.shtm>. Acesso em: 11 abr. 2015.
MARUCCI, Fábio. Participação da família e o desempenho de alunos do ensino médio em situação de vulnerabilidade social: estudo de caso em escola pública de Rio Claro/SP. 2015. 112f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro Universitário Salesiano de São Paulo UNISAL –SP, Americana, 2015.
OCDE. Education at a Glance 2014: OECD Indicators, OECD Publishing. Disponível em: <http://www.oecd.org/education/Education-at-a-Glance-2014.pdf >. Acesso em: 2 mar. 2016.
PINTO, José Marcelino de Rezende. O Ensino Médio. In: OLIVEIRA, Romualdo Portela de; ADRIÃO, Theresa (Orgs.). Organização do Ensino no Brasil. São Paulo: Xamã, 2002. p.111-209.
POLONIA, Ana da Costa; DESSEN, Maria Auxiliadora. Em busca de uma compreensão das relações entre família e escola. Psicologia Escolar e Educacional, Campinas, v.9, n.2, p.303-312, dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pee/v9n2/v9n2a12.>. Acesso em: 2 mar. 2015.
PRATI, Laíssa Eschiletti; COUTO, Maria Clara P. de Paula; KOLLER, Sílvia Helena. Famílias em vulnerabilidade social: rastreamento de termos utilizados por terapeutas de família. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Porto Alegre, v.25, n.3, p.403-408, mar. 2009.
RIOS, Felipe Vieira Pena et al. Desempenho escolar e vulnerabilidade social: análise espacial dos resultados do IDEB das escolas de ensino fundamental II do município de Belo Horizonte. Revista do Instituto de Ciências Humanas, Belo Horizonte, v.9, n.11, p.79-87, 2014.
SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação. Programa de Qualidade da Escola. Nota Técnica 2012. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação, 2012. Disponível em: <http://idesp.edunet.sp.gov.br/Arquivos/Nota_tecnica_2012.pdf>. Acesso em 17 fev. 2015.
SÃO PAULO (Estado). Secretária da Educação. Programa de Qualidade da Escola - Nota Técnica 2012. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação, 2013. Disponível em: <http://idesp.edunet.sp.gov.br/Arquivos/NotaTecnica2013.pdf>. Acesso em: 1 mar. 2015.
SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação. Censo Escolar: Série Histórica. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação, 2014. Disponível em: <http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/671.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2015.
SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação, Programa Vence. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação, 2014. Disponível em: <http://www.educacao.sp.gov.br/vence>. Acesso em: 12 Fev. 2015.
SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação, IDESP. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação, 2015. Disponível em: <http://www.educacao.sp.gov.br/idesp>. Acesso em: 10 mar. 2016.
SEADE. Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. Perfil dos Municípios Paulistas – Rio Claro. 2013. Disponível em: <http://www.perfil.seade.gov.br/>. Acesso em 2 abr. 2015.
SEGNINI, Liliana Rolfsen Petrilli. Educação e trabalho: uma relação tão necessária quanto insuficiente. São Paulo Perspectiva, São Paulo,  v. 14, n. 2, p. 72-81,  jun.  2000.
SOARES, José Francisco; ALVES, Maria Teresa Gonzaga. Efeitos de escolas e municípios na qualidade do ensino fundamental. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v.43, n.149, p.492-517, mai./jul. 2013.
TORRES, Haroldo da Gama et al. O que pensam os jovens de baixa renda sobre a escola. São Paulo: Fundação Victor Civita/Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, 2013. Disponível em:< https://www.walmartbrasil.com.br/wm/wp-content/uploads/2015/07/O-que-pensam-os-jovens-de-baixa-renda-sobre-a-escola.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2015.
TREVISOL, Joviles Vitório; FELICETTI, Adriana Aparecida. Bolsa família e desempenho escolar: avaliação e uma política pública de inclusão socioeducacional. In: IX ANPED SUL. Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 2012. Anais... Caxias do Sul: EDUCS, 2012.
VARANI, Adriana; SILVA, Daiana Cristina. A relação família-escola: implicações no desempenho escolar dos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.91, n.229, p.511-527, set./dez. 2010.

Downloads

Publicado

2018-11-19

Edição

Seção

Artigos