Brinquedo, gênero e educação infantil

uma análise de experiências em salas de aula

Autores

  • Fernando Altair Pocahy
  • Daniel Vieira Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Juliana Kathlen da Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.36311/2236-5192.2022.v23n1.p43

Palavras-chave:

Gênero, Educação Infantil, Brinquedos

Resumo

Neste artigo analisaremos a relação entre crianças e brinquedos em salas de Educação Infantil. Através de interlocuções com professoras, buscamos compreender como estas entendem suas influências na disposição dos objetos e quais posturas são entendidas como adequadas. Utilizando estudos acerca da reprodução das relações de gênero nas brincadeiras e nos artefatos do brincar, associaremos a prática com as pesquisas da infância atuais. Seguimos uma pesquisa com o/a outro/a, percebendo que as produções são mais significativas quando ocorrem através das interlocuções e atravessamentos. Assim, os diálogos aqui descritos permitem que analisemos as relações das crianças com os objetos e como os padrões sociais se aplicam ou se desconstroem na e pela brincadeira, apontando que a escola é importante negociadora de vivências, ambiente que as crianças exercem sua cidadania, formam laços e experimentam a infância, podendo conhecer a diversidade, desconstruir estereótipos e experimentar fronteiras da norma. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Paula Deporte de; COSTA, Marisa Vorraber. Nos rastros do conceito de pedagogias culturais: Invenção, disseminação e usos. Educação em Revista - Belo Horizonte n. 33, 2017.

ANDRADE, Sandra dos Santos. Professor/a pesquisador/a: Problematizando gênero e sexualidade na escola. Educação em gênero e diversidade. Coordenado pela SEAD/UFRGS. – 2. ed. – dados eletrônicos. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2018.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Trad. Dora Flaksman. 2ª edição. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

BRASIL. Constituição. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a Educação Infantil – Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Resolução CNE/CEB nº 4/2010.

BROUGÉRE, Gilles. Brinquedo e cultura; revisão técnica e versão brasileira adaptada por Gisela Wajskop. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2010. Coleção questões da nossa época. V. 20.

CALDAS-COULTHARD, Carmem Rosa; LEEVWEN, Theo Van. Discurso crítico e gênero no mundo infantil: Brinquedos e a representação de atores sociais. Linguagem em (Dis)curso - LemD, Tubarão, v. 4, n.esp, p. 11-33, 2004.

FELIPE, Jane. Gênero e sexualidade nas pedagogias culturais: Implicações para a Educação infantil. Disponível em http://titosena.faed.udesc.br/Arquivos/Artigos_gensex/SexualidadeInfantil.pdf

FILHA, Constantina Xavier. Gênero e resistências em filmes de animação. Pro-Posições | v. 27, n. 1 (79) | p. 19-36 | jan./abr. 2016

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, n. 114, p. 197 – 223, novembro, 2001

KISHIMOTO, T. M.; ONO, A. T. Brinquedo, gênero e educação na brinquedoteca. Pro-Posições [online]. 2008, vol.19, n.3, pp.209-223.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. 16 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. vol. 20, nº 2, Porto Alegre, 1995, pp.71-99.

THEODORO, Mário. As políticas públicas e a desigualdade racial no Brasil: 120 anos após a abolição / Mário Theodoro (org.),Luciana Jaccoud, Rafael Osório, Sergei Soares: O difícil debate da questão racial e das políticas públicas de combate à desigualdade e a discriminação racial no Brasil. Brasília : Ipea, 2008.

VIANNA, Cláudia; FINCO, Daniela. Meninas e meninos na educação

infantil: uma questão de gênero e poder. Cadernos Pagu. Campinas, vol.33, p. 265-283, jul./dez., 2009.

Downloads

Publicado

2022-03-07