Barreiras ao acesso e uso da informação

evidencias em projetos de inovação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2017.v11n1.09.p79

Palavras-chave:

Barreiras, Uso de Informação, Projetos de Informação, Gestão da Informação, Fluxos de Informação.

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar e discutir as barreiras que impactam no fluxo informacional. Configura-se como uma pesquisa qualitativa, descritiva e estudo multicaso na Indústria de Biotecnologia - aplicação em um Centro de Biotecnologia, localizado na Região Norte do Brasil e na Indústria de Jogos eletrônicos – aplicação em 7 empresas de desenvolvimento de jogos eletrônicos, localizadas nas Regiões Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com os colaboradores e questionários com os gerentes e coordenadores das organizações. Pode-se concluir que os aspectos analisados no que se refere às barreiras de acesso e uso da informação na Indústria de Biotecnologia e Jogos eletrônicos apresentam contextos diferenciados consequente da características de cada segmento, mas são relevantes para identificar e conhecer os principais limitantes do fluxo informacional, a julgá-los como aspectos que possibilitam agregar valor à informação de uso e para tomada de decisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielly Oliveira Inomata, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PGCIN. Universidade Federal de Santa Catarian - UFSC

Doutoranda em Ciência da Informação, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC/ PGCIN) - Turma 2013. Mestre em Ciência da Informação pela UFSC/ PGCIN - 2012, Especialista em Planejamento e Gerenciamento de Águas pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM em 2007, Graduada em Biblioteconomia pela UFAM em 2005. Atua como pesquisadora no 'Grupo de Estudo e Pesquisa em Ciência da Informação' (UFAM), no 'Grupo de Pesquisa: Informação, Tecnologia e Sociedade' (UFSC) e no 'Núcleo de Gestão para Sustentabilidade - NGS' (UFSC). É consultora AdHoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) .Atuou como professora conteudista em Educação à Distância. Tem competência de atuar nas áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia, Gestão do Conhecimento, Gestão da Informação e Comunicação, Fluxos Informacionais e áreas relacionadas.

Ketry Gorete Farias dos Passos, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2015), Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2012). Possui Graduação em Biblioteconomia com habilitação em Gestão da Informação pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2009). Atualmente, é professora colaboradora do Departamento de Biblioteconomia e Gestão da Informação - DBI da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. Foi bolsista CAPES\PROF, atuando como tutora da disciplina de Ética do Profissional Arquivista, no Curso de Arquivologia da UFSC (2011). Foi pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Gestão da Sustentabilidade NGS\EGC\UFSC (2010-2012). Atuou na empresa Arquivo Contabilidade & Consultoria (2012-2013) gerenciando o processo de GED do arquivo da empresa. Atuou como professora da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2009-2010), lecionou as disciplinas de Pesquisa Bibliográfica, Fontes de Informação II e Gestão de Documentos. Tem experiência em Gestão Eletrônica de Documentos, bem como na área de Pesquisa Bibliográfica. Tem experiência em pesquisa em Base de Dados internacionais desde 2008.

Caroline Rodrigues Vaz, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP. Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2016), realizou doutorado sanduíche na Ecolé Nationale d'Engenieurs de Tarbes (ENIT) França (2013). Possui graduação em Tecnologia em Alimentos (2007), Especialização em Educação Científica e Tecnológica (2008), Especialização em Gestão Industrial: Produção e Manutenção (2009) e Mestre em Engenharia de Produção (2010) pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Atualmente membro associado ao ICAA - Associação para a Creditação da Gestão do Capital Intelectual de Santarém/Portugal. Coordenadora do Grupo de estudo de Capital Intelectual do NGS/UFSC. A experiência na área de Tecnologia em Alimentos, com ênfase em Nutrição, e na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Sistemas de Produção. Os termos mais frequentes em sua produção científica são: Sustentabilidade em processos produtivos, Ativos Intangíveis, Modelo de Maturidade e Inovação.

Gregório Jean Varvakis, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1982) e doutorado em Manufacturing Engineering - Loughborough University of Technology (1991). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Santa Catarina, Depto de Engenharia do Conhecimento. Tem experiência na área de Gestão, com ênfase em Gestão de Processos, Gestão do Conhecimento e Gestão de Organizações de Serviços, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação, gestão do conhecimento, produtividade, melhoria contínua, tecnologia de informação e fluxo informacional.

Referências

.

Downloads

Publicado

2017-02-13

Como Citar

Inomata, D. O., K. G. F. dos Passos, C. R. Vaz, e G. J. Varvakis. “Barreiras Ao Acesso E Uso Da informação: Evidencias Em Projetos De inovação”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 11, nº 1, fevereiro de 2017, doi:10.36311/1981-1640.2017.v11n1.09.p79.

Edição

Seção

Artigos